A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

10/08/2016 12:45

Mochi veta meio período na Assembleia durante campanha eleitoral

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
No meio, o presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB). (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno)No meio, o presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB). (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno)

O presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi (PMDB), rejeitou a proposta de aplicar meio período na casa de leis durante a campanha eleitoral, mas liberou os deputados estaduais a definirem o expediente de seus funcionários. A proposta era para que o Legislativo Estadual funcionasse das 7 às 13 horas, somente, diferente do período atual, que vai até às 17 horas.

Segundo o parlamentar, uma resolução editada em 10 de agosto de 2015 já prevê esta situação em período de eleição. Desta forma, o expediente seguirá normal para os servidores efetivos, que deverão cumprir dois períodos de quatro horas trabalhadas, cada.

Já os parlamentares poderão reduzir o expediente de seus próprios funcionários, que atualmente fazem oito horas, para seis horas corridas. Se isto ocorrer, eles deverão informar ao setor de recursos humanos quem está fazendo seis e quem cumprirá oito horas.

Defensor da mudança, o deputado Eduardo Rocha (PMDB) queria que o expediente fosse reduzido de 16 de agosto, quando começa a campanha, até 2 de outubro, dia da eleição. A intenção era possibilitar que não apenas os parlamentares, mas seus respectivos assessores pudessem percorrer as bases eleitorais no período da tarde.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions