A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/07/2014 19:40

MS empenha R$ 15,4 milhões em emendas no 1° semestre junto à União

Leonardo Rocha

A CNM (Confederação Nacional de Municípios) realizou um levantamento sobre a situação das emendas parlamentares, depois de seis meses de Orçamento Impositivo. De acordo com a entidade, do montante total previsto em R$ 6,5 bilhões, foram empenhados junto a União, até o dia 9 de julho, R$ 3,8 bilhões. Já Mato Grosso do Sul, aparece com apenas R$ 15,4 milhões (emendas) neste semestre.

A Confederação aponta que destes R$ 3, 8 bilhões empenhados aos 26 estados, mais o Distrito Federal, apenas R$ 1,6 bilhão, foi pago até o início de julho, que representam 42,3% do valor empenhado.

Nesta divisão de emendas, alguns estados possuem um montante maior, com o Distrito Federal, que tem em emendas 10% do montante total. São Paulo fica com 8,6% e o Rio de Janeiro com 8,4%. Já Mato Grosso do Sul, tem apenas 1,7% destes recursos, o que representa para 2014, o valor de R$ 109.340.270,00.

De acordo com o levantamento da CNM, deste montante para o Estado, apenas R$ 15.412.267,50 já foram empenhados, porém nenhuma emenda foi paga. Em comparação, o Estado de Minas Gerais, tem 4% do montante total (emendas), o que representa R$ 263,9 milhões. Destes, já foram empenhados R$ 210, 2 milhões, tendo sido pago R$ 137.237.824,62.

Liberação – O deputado federal Fábio Trad (PMDB) afirmou que tem vários fatores que influenciam o governo federal na hora da liberação das emendas, como a questão orçamentária, fator partidário e a complexa burocracia. “Existem várias coisas que ficam em jogo, uns conseguem primeiro que outros”.

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) afirmou que só ele já conseguiu o empenho de mais de R$ 4 milhões para o Estado e portanto acredita que este valor (semestre) seja superior aos R$ 15, 4 milhões apontados pela entidade. O deputado Vander Loubet (PT) ressaltou que precisa fazer o levantamento (emendas), mas também destacou que a quantia deve ser superior a esta divulgada.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions