A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

26/04/2011 14:00

MS não terá representantes no Conselho de Ética do Senado

Marcos Chagas, da Agência Brasil com redação

Mato Grosso do Sul não terá representantes no Conselho de Ética do Senado. Na lista aparece apenas a senadora Marisa Serrano, indicada pelo PSDB como suplente.

A Mesa Diretora do Senado divulgou, há pouco, as indicações dos partidos para a composição do Conselho de Ética. Mais cedo, o presidente José Sarney (PMDB-AP) já havia informado que quer submeter os nomes à avaliação do plenário ainda hoje (26). O colegiado é formado por 15 titulares e 15 suplentes, mas, deverá iniciar os trabalhos incompleto, disse Sarney.

Pela lista divulgada, o PMDB será representado pelo líder, Renan Calheiros (AL), e os senadores Lobão Filho (MA), João Alberto Souza (MA) e Romero Jucá (RR). A suplência será exercida pelos peemedebistas Wilson Santiago (PB), Valdir Raupp (RO) e Eunício Oliveira (CE).

No PT, foram definidos os nomes do líder Humberto Costa (PE) e dos senadores Wellington Dias (PI) e José Pimentel (CE) como titulares; e Aníbal Diniz (AC), Walter Pinheiro (BA) e Ângela Portela (RR), como suplentes. Os indicados como titulares do PSDB são Mario Couto (PA) e Cyro Miranda (GO).

Paulo Bauer (SC) e Marisa Serrano (MS) foram os indicados para a suplência.

Já o PTB terá como titular o líder Gim Argello (DF) e, na suplência, João Vicente Claudino. Os partidos DEM, PR, PP, PDT e PSB, pelo tamanho de suas bancadas, terão direito a uma vaga no conselho.

O DEM terá como titular Jayme Campos (MT) e, na suplência, Maria do Carmo Alves (SE). Os demais indicaram apenas o nome do titular. Vicentinho Alves (TO) representará o PR; Ciro Nogueira (PI), o PP; o líder Acir Gurgacz (RO), o PDT; e Antonio Carlos Valadares (SE), o PSB.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions