A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/03/2012 14:24

Mulheres ocupam apenas 11 das 78 prefeituras de Mato Grosso do Sul

Wendell Reis

No Mato Grosso do Sul, assim como no restante do Brasil, o espaço ocupado por mulheres na política ainda é considerado bem pequeno. Das 78 prefeituras do Estado, apenas 11 são administradas por mulheres, totalizando 8,5% do total.

O percentual é equivalente ao encontrado na Assembleia Legislativa. Das 24 cadeiras de deputados estaduais, apenas duas são ocupadas por mulheres: Dione Hashioka (PSDB) e Mara Caseiro. O número de representação é um pouco maior na Câmara Municipal, 19%. Dos 21 vereadores, quatro são mulheres: Magali Picarelli (PMDB), Grazielle Machado (PR), Thais Helena (PT) e Rose Modesto (PSDB).

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Jocelito Krug (PMDB), ressalta que apesar da representação feminina na política ainda ser pequena, a mulher tem se destacado de forma efetiva à frente da administração pública. “A presença da mulher nas instituições atinge hoje um novo patamar de representação política e institucional”, observou.

As 11 prefeitas em Mato Grosso do Sul são: Lúcia Regina da Cruz (Antônio João), Maria Odeth (Caracol), Dinalva Mourão (Coxim), Marta Araujo (Eldorado), Ilda Machado (Fátima do Sul), Sandra Cassone (Itaquiraí), Ilca Corral Mendes Domingues (Nioaque), Doutora Maura (Pedro Gomes), Eledir Barcelos (Santa Rita do Pardo), Dona Vera (Taquarussu) e Márcia Moura (Três Lagoas).



Embora eu defenda que a mulher tem que ser a dona do lar, mas pela situação de hoje, a mulher não tem a maioria dos cargos, porque Elas mesmas não aceitam, são mairoaria mais votam contra si.
 
luiz alves pereira em 08/03/2012 07:33:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions