ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 28º

Política

Na Capital, Bolsonaro abre discurso com ataque a “cor vermelha” do PT

Presidente dedicou parte do seu discurso para ressaltar “pilares” de seu governo

Por Jhefferson Gamarra | 30/06/2022 12:07
Presidente Jair Bolsonaro durante entrega de chaves de apartamentos na Capital (Foto: Marcos Maluf)
Presidente Jair Bolsonaro durante entrega de chaves de apartamentos na Capital (Foto: Marcos Maluf)

Em cerimônia de entrega de 300 apartamentos populares em Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro (PL) abriu o discurso atacando partidos políticos adversários na disputa à reeleição presidencial deste ano.

“O que vou dizer agora é mais importante do que os minutos que se sucederão: quando os bons se dividem ou se omitem, os maus vencem. As cores de todos nós são as verde e amarelo. A cor vermelha representa tudo que há de ruim no momento em nossa pátria e complemento que tem algo mais importante que a nossa vida, que é nossa liberdade", disse Bolsonaro ao fazer referência ao PT (Partido dos Trabalhadores).

Aplaudido por centenas de apoiadores que acompanharam a entrega, o presidente seguiu seu discurso destacando alguns dos pilares de seu governo, que também são utilizados em sua pré-campanha a reeleição.

“Nós temos um grande País e eu pergunto a vocês: vocês defendem a posse de arma para pessoa de bem? Vocês, assim como eu, são contra a ideologia de gênero? Vocês são contra a liberação das drogas?", questionou o presidente, dizendo que o público não pode se esquecer do passado.

Como exemplo de atraso de gestões anteriores, Bolsonaro citou ações do MST (Movimento Sem Terra) e questões indígenas, que segundo ele tiveram avanços em seu governo. "Vocês sabem o trabalho que fizemos para diminuir a pressão do MST. Não foi um trabalho de força e sim de titulação de terras. Essas pessoas que integravam o MST se tornaram cidadãos, ganharam cidadania e passaram a ser amigos dos fazendeiros, produzindo mais com a agricultura familiar. Não queremos o MST como agia no passado", frisou.

“Cada vez mais tenho andado pelo Brasil e tive um experiência muito boa no norte do Mato Grosso e no Amazonas. O indígena daquela região e a maioria dos indígenas daqui querem o progresso, pediram pra nós internet. Eles querem fazer a mesma coisa que o fazendeiro faz em sua terra. Nós queremos unir nosso povo, não há diferença entre nós e os indígenas", disse.

Agenda – Em Campo Grande, Bolsonaro participa da entrega de 300 apartamentos populares no Jardim Canguru. O empreendimento faz parte do programa Casa Verde e Amarela. São 18 blocos de 16 apartamentos cada e um bloco de 12 moradias, totalizando 300 unidades habitacionais. O investimento é de R$ 4 milhões do governo federal e contrapartida de R$ 5 mil do Estado. A prefeitura de Campo Grande participou da elaboração do projeto, doação da área e pavimentação do acesso.

Nos siga no Google Notícias