A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

23/07/2018 13:51

Na Capital, metade dos vereadores novatos vai tentar vaga de deputado

Eles justificam ser o momento para arriscar e ampliar sua atuação

Kleber Clajus
Levantamento apontou que 19 dos 29 vereadores pretendem sair candidatos neste ano (Foto: Kleber Clajus/Arquivo)Levantamento apontou que 19 dos 29 vereadores pretendem sair candidatos neste ano (Foto: Kleber Clajus/Arquivo)

Metade dos vereadores de Campo Grande com planos eleitorais são novatos e já querem mudar de Casa Legislativa nas eleições deste ano. Levantamento do Campo Grande News estimou que 19 dos 29 integrantes do Legislativo municipal tem planos de se candidatar. Destes, 11 cumprem o seu primeiro mandato (57,89%).

Essa lista inclui André Salineiro (PSDB), Aparecida Amaral (Pros), Epaminondas Vicente, o Papy (SD), Hederson Fritz (PSD), Jeremias Flores (Avante), Junior Longo (PSB), Lucas de Lima (SD), Odilon Júnior (PDT), Vinícius Siqueira (DEM), Wellington Oliveira (PSDB), bem como Willian Macksoud (PMN). Todos eleitos durante o pleito eleitoral de outubro de 2016.

"Mesmo parecendo precipitado é hora para políticos como eu arriscarmos. Sou ficha limpa, não tenho restrições e nem compromisso com ninguém", justificou Epaminondas sobre sua eventual candidatura a deputado federal. Seu colega de partido, Lucas de Lima, aposta em seu público e na causa animal para firmar seu nome como opção à Assembleia Legislativa.

Wellington frisou já ter cumprido suas promessas da campanha passada e, como delegado, acredita que seu perfil esteja mais próximo do Estado que do município. Juniou avaliou que essa mudança demonstra amadurecimento da Casa de Leis da Capital, possibilitando a ele tentar vaga de deputado estadual com apoio da iniciativa privada e de seu grupo religioso.

Odilon, que sairá a federal, tem na eleição o termômetro para seu trabalho como vereador. Hederson aposta no "clamor popular da enfermagem no interior" para mudar-se ao Palácio Guaicurus, enquanto Jeremias calcula que serão necessários pelo menos dois legisladores mudarem de casa para que seu partido mantenha cadeira fixa no Legislativo municipal.

Ainda que desconverse, Willian revelou que caminha pelo Estado e depende de decisão do seu partido. Já Vinícius acredita que na Assembleia terá condições de ampliar investigações sobre contratos públicos como um "trabalho complementar ao do Ministério Público". 

Somente não retornaram as ligações da reportagem os vereadores André, que pretende disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, e Aparecida, cuja intenção é tentar uma cadeira na Câmara Federal.



Nenhum desses apresentou sequer um projeto de relevância para a Capital e já querem "melhorar" na política; aliás querem sim, melhorar pra eles. Que decepção.
 
MARCOS CAETANO DA SILVA em 23/07/2018 23:38:03
Vão levar um ferro do tamanho de um trilho, na opinião todos os vereadores que saissem para ser candidato se não elegesse perderia o cargo para o suplemente vereador
 
Eraldo Afonso Bento Afonso em 23/07/2018 18:09:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions