A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

12/09/2013 14:12

Nelsinho denunciou Bernal por temer "prejuízos" com 28 obras paradas

Zemil Rocha
Obra de urbanização do Bálsamo é umas das que ficaram para Bernal concluir (Foto: Marcos Ermínio)Obra de urbanização do Bálsamo é umas das que ficaram para Bernal concluir (Foto: Marcos Ermínio)

O ex-prefeito e atual secretário estadual de Articulação com os Municípios, Nelsinho Trad (PMDB), considera que as obras lançadas durante a sua gestão que estão paralisadas na administração do prefeito Alcides Bernal estão gerando “enorme dano e prejuízo ao erário público”. Segundo ele, 28 obras ficaram por serem concluídas ao deixar a prefeitura, mas só algumas foram continuadas pelo atual prefeito Alcides Bernal (PP), inclusive sendo incluídas em um de seus “pacotes”.

Essa situação de paralisação de obras levou-o a pedir ao Ministério Público Estadual (MPE) apuração de eventual ato de improbidade administrativa de Bernal, caso se comprove que a paralisação de obras iniciadas na gestão passada está ferindo o interesse público.

A abertura do inquérito civil nº 18/2013 foi publicada na edição de hoje (12) do Diário Oficial do Ministério Público Estadual e será conduzido pela 31ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da comarca de Campo Grande, que tem como titular o promotor Henrique Cândia.

“Toda obra parada faz com que haja enorme dano e prejuízo ao erário público. Toda vez que paralisa obra sem explicação, tendo dinheiro em caixa, quando retomada tem de ser aplicar aditivos e majoração em função dos danos que o tempo ocasionado no que já foi edificado”, afirmou Nelsinho Trad nesta quinta-feira.

Segundo ele, uma planilha de preços no inicio é um valor e depois de um tempo se faz outra conta. “Por que parar sem explicação sendo que tudo foi devidamente aprovado pela Caixa Econômica Federal, que é o órgão fiscalizador do dinheiro repassado pelo governo federal?”, questionou o ex-prefeito Nelsinho. “Todas essas obras tinham dinheiro em caixa depositado”, declarou.

Nelsinho Trad informou que a mesma representação proposta no MPE está sendo encaminhada no Ministério Público Federal (MPF), em razão de as obras paralisadas envolverem recursos federais.

Obras paralisadas – Quando Nelsinho Trad terminou seu mandato como prefeito de Campo Grande, em 31 de dezembro do ano passado, estavam em andamento e precisavam ser concluídas 28 obras públicas. Além disso, havia alguns projetos e emendas aprovadas, como do PAC da Mobilildade (R$ 180 milhões – 41 Km de recapeamento) e do PAC Pavimentação Asfáltica e Drenagem (R$ 896 milhões – 40 A 45 bairros – 1400 Km).

Entre as obras que estavam em andamento, no final da gestão passada, estão as escolas dos bairros Paulo Coelho Machado e Parati; os Centros de Educação Infantil (Ceinf) de 19 bairros, com verbas do PAC Social; as das unidades de saúde em 17 bairros, inclusive três de pronto atendimento nas Moreninhas, Jardim da Lapa e Santa Mônica; a de construção de 1.077 casas dos residenciais Jardim Santa Emília, José Maksoud e J. Abussaf e Gregório (Goinha); revitalização da Av. Júlio de Castilhos, recapeamento da Av. das Bandeiras; urbanização de fundos de vale do Córrego Bálsamo e Segredo e da Orla Morena II, trecho entre a Eça de Queiroz e o Cabreúva.

Segundo Nelsinho, algumas de suas obras inclusive faziram parte do "pacote" lançado pelo prefeito Alcides Bernal, quando o mesmo completou 111 dias de governo. Quando terminou o seu mandato, Nelsinho garante que não havia nenhuma obra parada. “Todas estavam sendo executadas normalmente”, assegurou.

 

A pedido de Nelsinho, MPE investiga obras paradas em Campo Grande
A pedido do ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), o MPE (Ministério Público Estadual) investiga a paralisação de obras na atual administração de Campo Gr...
Secretário admite 7 frentes de obras paradas na Capital
O secretário municipal de Obras Públicas de Campo Grande, João Antônio de Marco, admitiu nesta segunda-feira que pelo menos sete frentes de obras est...
Ainda tem o que entregar sobre Michel Temer em delação, diz Funaro
O corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso na Papuda, em Brasília, disse nesta quarta (16) que "ainda tem" o que entregar sobre o presidente M...



Engraçado que o Nelsinho prometeu numa entrevista no RMTV trocar todos os semáforos antigos por novos, e até hoje não vejo essas trocas. Vocês devem parar de querer derrubar um ao outro e trabalharem pela nossa cidade, pois vocês ganham para isso.
 
Robson Almeida em 16/09/2013 07:23:04
Não vejo aqui ainda, nenhum comentário dos bernaletes a respeito desse assuntos. A população campo-grandense precisa fazer uma análise desapaixonada do que foi e do que está sendo a administração da capital. Bernal quer apagar as obras do Nelsinho, destruindo vestígios de suas realizações, quando deveria divulgar as suas. Só que não se pode divulgar o que não existe, a não ser os escândalos que diariamente são estampados na mídia.
Pobre Campo Grande.
 
Alicio Mendes em 13/09/2013 08:53:34
e a Homex???????? ... Sr. Nelsinho!!!!!!! deveriam abri uma CPI para apurar os fatos... a população esta de olhos bem abertos a todo esse turbilhão na politica... 2014 vem aí...
 
Ester Menacho em 13/09/2013 07:46:46
É Senhor ex Prefeito, mandei um email de uma obra paralizada ali no Ouro Verde, dizem que seria um centro esportivo, nem me lembro a data foi em 2010 ou 2011, no email avisei sobre a placa da obra a numeração da obra e o local, sua assesoria respondeu e disse que não estava parada e que a obra ia continuar, só se foi continuar parada, e o Bernal também não fez nada ainda, aquela obra estava parada e o senhor sabia disso, só espero que esta não estaja na relação de obras acima, pois é mais responsabilidade sua, não estou defendendo ninguém, mas culpar só o Bernal é ...
 
Ana Lúcia em 13/09/2013 07:34:34
A coisa pública é feita e tratado como brinquedo dessas criaturas. So houvesse seriedade no serviço, ninguém poderia deixar nada para terminar, teria que entregar com tudo pronto e quem entrar começa do 0. Pedrossian deixou obras que o Zeca terminou e outros estão até hoje. A rodoviária, o reclamante terminou? Não, um Empresário construiu um muquifo na saída de SP. Eu sou um leitor acordado e atento, ninguém vai me enganar fácil.
 
luiz alves em 13/09/2013 07:19:11
Poxa, parabéns Nelsinho. Votei em você duas vezes e votarei sempre. Você é daqueles administradores que faz, que planeja, que executa obra. Você não é igual a uns e outros que vive na promessa e na MENTIRA.
 
Geraldo Vasquez em 12/09/2013 22:26:13
o tempo passa e tudo continua na mesma...tudo parado...Bernal conclua as obras ou saia da prefeitura pelo amor de Deus !!!
 
ricardo schell em 12/09/2013 21:16:02
Penso que continuar obras deveria ser lei, na minha cidade tem várias obras paradas também. É uma tristeza para população ver obras que seria de grande importância acabar em nada.
 
DJALMA LEITE em 12/09/2013 17:35:11
UHM, NELSINHO PREOCUPADO COM SUAS OBRAS???? QUE DEIXOU TUDO PAGO??? SERÁ QUE ESTÁ TENDO PREJUÍZO???? POR ISSO FOI DENUNCIAR????
SEI QUE PAROU POR CONTA DAS SINDICANCIAS, TAVA TUDO QUESTIONAVEL!!!! PODE ENTRAR MP, POLICIA E QUALQUER COISA. ELE TA DANDO TIRO NO PÉ!
 
alastor teodoro em 12/09/2013 17:16:11
Tenho o n° de uma Obra da gestão passada cuja placa "sumiu" antes do Sr. Nelsinho deixar a Prefeitura. Trata-se da Obra 1681 "Programa Esporte e Lazer na Cidade", construção da praça da juventude, orçada em R$ 1.128.178,61. Durante todo tempo do início da construção (durou muuuiiito), só construíram algumas paredes e atualmente o terreno continua crescendo mato e de vez em quando serve de espaço para parquinho de diversões ou "circo". Fica na Rua Fátima do Sul, altura do nº 700, bairro São Jorge da Lagoa ou Jd. Mato Grosso, não sei ao certo. Então acho que a preocupação do ex é infundada. "Cadê os outros?"...
 
Arlene Felisberto em 12/09/2013 17:07:04
TODAS AS OBRAS ESTAVAM PARADAS! INCLUINDO O DESASTRE QUE FOI A OBRA DA JULIO DE CASTILHO! VAMOS INVESTIGAR A CONSTRUÇÃO DOS 4 NOVOS TERMINAIS QUE NUNCA ACONTECERAM, MAS A VERBA VEIO NO GOVERNO TRAD! O HOSPITAL DO TRAUMA QUE FOI UMA MINA DE DINHEIRO PUBLICO JOGADO FORA!
 
clodoaldo lemes de souza em 12/09/2013 16:34:54
e o posto de saúde do conjunto parati??
ele estava em obras, ou só estava com a placa e tapumes?
a não era apenas para destruir a praça de skat dos meninos.
obrigado nelsinho
 
mario marcio em 12/09/2013 16:33:09
Estes "puliticos" acham que o povo é burro,você só lançou estas obras aos 46 min do segundo tempo,quando percebeu que jamais ganharia nas eleições e com certeza de beneficiar as empreiteiras de sua "confiança".
 
Nilson Franco de Oliveira em 12/09/2013 16:24:16
verdade o asfalto do guanandi 2 esta parado e ninguém fala nada. esta esquecido nessa administração....
 
julio chaves em 12/09/2013 16:17:29
PREJUIZO O NELSINHO VAI TER, POIS RECEBEU JA A SUA PARTE E NÃO TRATOU COM BERNAL, AGORA VAI TER QUE DEVOLVER AOS EMPRETEIROS
 
adrielle pereira em 12/09/2013 16:11:13
ISSO É NO MÍNIMO ESTRANHO, AGORA O NELSINHO VAI COMEÇAR A ATACAR, SE NÃO ME ENGANO, O ADMINISTRADOR NÃO PODE ENTREGAR NENHUMA OBRA EM ANDAMENTO PARA O PRÓXIMO, SENDO PASSIVO DE SER PUNIDO, E AGORA, QUEM PODE ESCLARECER ISSO??!!
 
CARLOS DAMASCENO em 12/09/2013 14:54:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions