A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/03/2012 10:14

O mais importante é o povo, avalia Delcídio sobre derrota de Dilma

Wendell Reis

Senador avalia que Dilma deve seguir em frente e não agir por conta da pressão

Delcídio diz que a chiadeira é de quem está vendo que nestas eleições municipais começa a se construir uma nova base(Foto: Wendell Reis)Delcídio diz que a chiadeira é de quem está vendo que nestas eleições municipais começa a se construir uma nova base(Foto: Wendell Reis)

O senador Delcídio Amaral (PT) declarou na manhã deste sábado (10) ao Campo Grande News que o PT ainda está assimilando a derrota sofrida na quarta-feira (7), quando o Senado Federal rejeitou a recondução de Bernardo Figueiredo para a diretoria-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), sob indicação da presidente Dilma Rousseff (PT).

“Você já viu boxeador quando você da um soco nele. O cara da um cruzado nele e o cara sente. O jogo é o seguinte: quando acontece isso no boxe e se recupera, fala assim: assimilou bem. Tem que assimilar. Não pode abrir não. A Dilma está no caminho certo. É um momento crucial para o Governo e a Dilma e tem que se tranquilizar. São os de sempre que estão fazendo este movimento”.

O senador avalia que apesar dos problemas, a presidente deve seguir em frente e não agir por conta da pressão. “Para um governante, a coisa mais importante é o povo. Estar com eleitor, ter tranquilidade. Não agir diante da pressão. Não tendo passado o nome de Bernardo, acho que tem bons nomes para colocar. Existem outras pessoas e o Bernardo vai ser aproveitado no Governo pela experiência que tem e o trabalho”.

Delcídio acredita que podem ocorrer novos problemas com votação no Senado, mas lembra que em meio ao “tiroteio”, Dilma continua trabalhando e indicou Magda Chambriard para o cargo de diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

“Pode haver problemas sim. Mas, a Dilma está no caminho certo e a chiadeira é de quem está vendo que nestas eleições municipais começa a se construir uma nova base. Estão surgindo novos atores e quem sempre pegou carona em situações difíceis e se utilizou deste tipo de comportamento, ao longo dos anos, percebendo que estão começando a ser afastados, começam a se movimentar dentro do Senado para tirar proveito. Acho que a Dilma não tem que se apequenar não. Tem que ficar atenta. O Congresso é importante. Ela tem que dialogar com o Congresso”.



Deputados de MS têm opinião dividida sobre derrota de Dilma no Senado
A presidente Dilma Roosseff (PT) sofreu na noite de ontem (7), no Senado Federal, sua primeira derrota desde que assumiu o governo. Mesmo com maioria...
Presidente do PT sai em defesa de Dilma e diz que manifesto é inconsequente
PMDB quer mais espaço no governo da presidente DilmaO presidente regional do PT, Marcus Garcia, considera ingratidão a atitude de deputados do PMDB ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions