A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/10/2014 15:25

Olarte “importa” policial federal de Ponta Porã para comandar Guarda

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Olarte confirmou exoneração de Jonys e anunciou nome de novo comandante (Foto: Kleber Clajus)Olarte confirmou exoneração de Jonys e anunciou nome de novo comandante (Foto: Kleber Clajus)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), aceitou o pedido de demissão do coronel Jonys Cabreira, feita ontem à noite. Ele vai “importar” de Ponta Porã o novo comandante da corporação.

Durante entrega de viaturas para combater a dengue na Capital, na tarde de hoje, o prefeito anunciou que o policial federal Valério Azambuja, atual comandante da Guarda Municipal de Ponta Porã, a 323 quilômetros da Capital, vai substituir Cabrera.

De acordo com Olarte, ele ligou para o prefeito da cidade fronteiriça, Ludimar Novaes (PPS), e pediu a liberação do policial. “Ele faz um bom trabalho em Ponta Porã”,justificou Olarte.

Azambuja será apresentado oficialmente como novo comandante da Guarda Municipal, que tem 1,3 mil agentes, às 9h de amanhã no Centro de Convivência Vó Ziza. Ele já veio de Ponta Porã e começou a tomar conhecimento da situação na tarde de hoje.

Cabrera é a segunda baixa no primeiro escalão da administração Olarte em 32 dias. A primeira foi a demissão de Semy Ferraz, que saiu da Secretaria Municipal de Infraestrutura no dia 29 de agosto deste ano.

Os dois alegaram motivos pessoais para abandonar a atual administração. Boatos indicam que o secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, pode ser o próximo a deixar o cargo. Ele negou que vá pedir exoneração após as eleições.

Cabrera pediu exoneração ontem, um dia após dar entrevista para o Campo Grande News e relatar a falhas na estrutura da Guarda Municipal. Ele admitiu, inclusive, que o programa de combate às pichações estava parado para ajuste.

Também enfrenta a crise na Favela Cidade de Deus, onde guardas municipais estão sendo alvo de bandidos. Já houve dois atentados contra os agentes, que reclamam de trabalhar sem coletes e sem armas. 

 

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions