A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/11/2009 17:24

Oposição voltará ao comando da OAB com 53,4% dos votos

Redação

Após três gestões, a oposição, representada pelo professor universitário Leonardo Avelino Duarte, 33 anos, venceu a mais longa e disputada eleição para a presidência da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul). Formado pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em 1998, é especialista em Direito Constitucional e surpreendeu ao contrariar todas os prognósticos e pesquisas.

"Foi a luta do Davi contra Golias", afirmou o vitorioso, sobre a vitória na Capital e no interior do Estado. Levantamento preliminar indicou que Leonardo Duarte obteve 3.163 votos, contabilizando-se Capital e interior do Estado.

O candidato da oposição ficou com 53,5% dos votos válidos, contra 2.755 (46,5%) de Ary Raghiant Neto. A vantagem em Campo Grande, de 436 votos, garantiu a vitória de Leonardo Duarte. Ele obteve 55,58% dos votos válidos na Capital. Foram 2.171 contra 1.735 da situação.

No interior do Estado, Ary ficou com 1.020 votos, em levantamento preliminar, contra 992 de Duarte. Ele venceu em Dourados (348 a 280), Três Lagoas (108 a 102), Camapuã (20 a 6), Ponta Porã (66 a 58), Cassilândia (24 a 23), Fátima do Sul (36 a 22), Rio Brilhante (23 a 12), Bataguassu (18 a 17), Sidrolândia (14 a 10) e Pedro Gomes (9 a 8).

A vantagem parcial é de 408 votos. No entanto, oposição e situação contabilizam que a vantagem final teria sido de 310 votos.

Oposição - Para garantir a sua eleição e derrotar o grupo que está no comando da entidade há nove anos, a oposição, formada pelos ex-presidentes, como Carmelino Rezende, Wilson Barbosa Martins, Elenice Carrille e Carlos Marques, se uniram e lançaram apenas um candidato.

Filho do desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte, que já presidiu a ordem, ele derrotou o candidato da situação, o secretário-geral da entidade, Ary Raghiant Neto, 40 anos, que tinha o apoio do atual presidente, Fábio Trad, e do candidato a presidente nacional da entidade, Vladimir Rossi Lourenço.

A principal meta do oposicionista é implementar medidas para reduzir a morosidade do Poder Judiciário. Ele contou que irá identificar onde pode ajudar o Judiciário a ser mais eficiente. Entre as várias metas do programa, pretende priorizar a luta dos advogados para elevar o percentual de honorários de sucumbência.

O poder

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions