ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 30º

Política

Para driblar veto do PT, Delcídio cogita "aliança branca" com o PSDB

Por Zana Zaidan | 12/11/2013 14:35
Para driblar veto do PT, Delcídio cogita "aliança branca" com o PSDB

O senador e pré-candidato a governador de Mato Grosso do Sul pelo PT, Delcídio do Amaral, defendeu que, em último caso, pode fazer uma aliança branca com o PSDB. Neste caso, os petistas não lançam candidato ao Senado e apoiam, informalmente, o deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB). Em troca, os tucanos não lançam candidato à sucessão de André Puccinelli (PMDB) para votar em Delcídio. 

“Se, em última instância, houver bloqueio (do PT nacional), nós faremos uma aliança branca, uma chapa sem cabeça: o PSDB lança senador sem governador e eu lanço uma chapa sem senador”, explicou Delcídio, durante agenda na manhã de hoje (12) na Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação).

O impedimento da união PT-PSDB regional está no PT nacional, que orienta que o partido seja aliado do PMDB nos Estados e não apoie candidatos de oposição a presidente Dilma Rousseff (PT). Segundo o senador, o cenário atual, além do contexto político histórico de Mato Grosso do Sul, aponta outro caminho. “O PMDB já tem candidato, nós vamos abrir mão de lançar um nosso? Não vamos, então nós temos que fazer aliança com outros”, argumentou.

Sobre a negativa entre seguir a determinação do PT nacional, Delcídio argumenta que há um entendimento em relação aos Estados onde a aliança com o PMDB não seria viável. “O PT nacional, a Dilma, o Lula, todos sabem o cenário daqui. O partido sempre vai repetir essa toada de aliança, mas o Rui Falcão já disse que vai respeitar excepcionalidades regionais, e enfatizou que reconhece que em alguns Estados, a situação é diferente”, acrescentou Delcídio, ao exemplificar que Acre, Alagoas e Belo Horizonte também seguiram orientações contrárias do partido que foram aceitas pelo presidente nacional da sigla.

O reforço da orientação de aliança com o PMDB virá hoje, quando o ex-presidente Lula chega à Corumbá e, além de participar de compromissos oficiais, trata da agenda política do PT para eleger Delcídio governador do Estado em 2014.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário