A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/08/2015 17:26

Para enfrentar a 34ª crise do Brasil, MS vai usar a criatividade, diz Reinaldo

Renata Volpe Haddad e Alan Diógenes
Em momentos de dificuldade, precisamos ser criativos e usar os recursos que temos disponíveis, afirmou Azambuja durante lançamento do Programa Habitacional. (Foto: Vanessa Tamires)"Em momentos de dificuldade, precisamos ser criativos e usar os recursos que temos disponíveis", afirmou Azambuja durante lançamento do Programa Habitacional. (Foto: Vanessa Tamires)

Durante o lançamento do Programa Habitacional Financiado com Subsídio, realizado na tarde de hoje, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que é preciso ter criatividade para sair da crise. Ele destacou que Mato Grosso do Sul, em momentos de dificuldades, investe em programas para conter a atual instabilidade financeira.

Azambuja afirmou que o país enfrenta a maior crise desde 1931. "Essa é a 34º crise brasileira, e para poder superar isso, é preciso ter criatividade e é o que estamos fazendo exemplo disso é a criação do Programa Habitacional Financiado com Subsídio para população de baixa renda, visando reduzir o déficit habitacional", alegou.

O governador comentou ainda que para a construção de 3 mil casas em 44 municípios do Estado, foram utilizados os recursos disponíveis. "Criamos o programa usando o que tem disponível hoje que é o FGTS, o subsídio do município que são as doações do terreno, o governo estadual ajuda com a infraestrutura e construções das casas e o Governo Federal entra com o restante", analisou.

Reinaldo informou ainda que existe um déficit habitacional e para a criação do programa, foi necessário o esforço de três esferas. "As prefeituras dos municípios se esforçaram, juntamente com o Governo de Mato Grosso do Sul e o Federal. O programa é para ajudar a controlar a falta de moradias e vamos cumprir o que determina a lei, que a população precisa de uma casa para morar", finalizou.

Programa - A construção de 3 mil casas em 44 municípios de Mato Grosso do Sul, através do Programa Habitacional Financiado com Subsídio destinado às famílias de baixa renda, vai custar R$ 210 milhões. Destes, R$ 190 milhões serão disponibilizados pelo Governo Federal e R$ 18 milhões, é do Governo do Estado.

O programa é para a população de baixa renda que ganham entre R$ 1,3 mil e R$ 2,4 mil, sem condições de financiar a casa própria e que estejam interessadas em utilizar o financiamento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions