A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

09/10/2012 18:01

Para índio eleito, internauta foi "analfabeta políticamente"

Elverson Cardozo
Aguilera de Souza, de 37 anos, recebeu 1.419 votos. (Foto: André Bento/Dourados Agora)Aguilera de Souza, de 37 anos, recebeu 1.419 votos. (Foto: André Bento/Dourados Agora)

O primeiro indígena eleito vereador em Dourados, Aguilera de Souza (PSDC), rebateu com segurança e muita classe os comentários preconceituosos que recebeu de uma estagiária, ontem à tarde (9), no Facebook: “Essa pessoa é analfabeta politicamente”, disse.

Lucinha Manhosso, a estagiária que criticou a vitória do indígena, excluiu seu perfil na rede social, mas a página dela foi “printada” por usuários da rede ontem mesmo, minutos depois do post ofensivo ser publicado.

“O Estado tá perdido agora... Zeca do PT o vereador mais votado em CG! F* com o Estado quando foi governador... Um índio vereador de Dourados! E Ponta Porã... Ahhh, deixa para lá!” (sic), dizia o texto.

Em entrevista por telefone ao Campo Grande News, Aguilera afirmou que já tinha conhecimento do fato. Foi avisado por amigos, pela internet, mas não se deixou abalar pela situação.

“Eu não dei muita importância porque a sociedade foi educada por esse sistema”, declarou, acrescentando que atitudes como a da estagiária são comuns e não foi a primeira vez que ouviu comentários preconceituosos.

Sem conhecer a autora dos comentários, o vereador eleito diz que a polêmica só pode ter sido provocada por alguém que não tem ampla visão da sociedade, que não conhece nada de política, muito menos tem conhecimento das lutas indígenas.

A conquista de uma cadeira na Câmara Municipal da cidade, afirmou, representa uma vitória para toda a sociedade, em especial para os 14 mil indígenas que residem em Dourados.

A luta por uma espaço, pontuou, começou antes da campanha oficial. Foram anos tentando mudar a visão e o comportamento da própria comunidade. Até um plebiscito interno foi realizado para apontar os 10 nomes mais cotados pela comunidade. Aguilera saiu em primeiro lugar.

“Nós preparamos 3 anos para isso”, afirmou, ao dizer que o trabalho incluiu palestras e seminários na aldeia Jaguapiru, onde mora, e na aldeia Bororó. “Eu vi que a gente estava preparado”, completou.

Sobre os comentários preconceituosos de Lucinha Manosso, o indígena disse que vai avaliar a situação com calma e consultar seu advogado. Caso entenda necessário, acionará o MPF (Ministério Público Federal).

Print da publicação feita por Luciana Manosso, ontem (8), por volta das 15h. (Foto: Reprodução/Internet)Print da publicação feita por Luciana Manosso, ontem (8), por volta das 15h. (Foto: Reprodução/Internet)

Mal interpretada - Lucinha Manosso procurou a reportagem do Campo Grande News na tarde desta terça-feira (9). A jovem – que se chama Luciana Manosso e tem 24 anos – disse que foi mal interpretada.

A estagiária afirma que fez um comentário geral e não teve a intenção de atingir o indígena, mesmo citando o nome da cidade.

“Eu me expressei de uma maneira errada. Em nenhum momento falei que o indígena não deveria ganhar. Eu não citei nomes”, declarou, ao dizer que não tem preconceitos. “Eu nunca fiquei falando quem iria ganhar ou perder”, acrescentou.

Para a acadêmica, houve invasão de privacidade quando usuários printaram a tela dela e passaram a compartilhar a publicação. “Foi apenas minha opinião”, argumentou. Tem gente que não gosta de gordo, de crente. Só acho que aqui no Estado todo mundo deveria ser tratado igual”, argumentou.

Devido a repercussão negativa do fato, Luciana se propôs a conversar com Aguilera.  Disse, novamente, que não tem preconceito contra índios e que, dias atrás, até tirou foto com alguns deles, em uma obra que visitou. “Tenho no celular”, declarou.

Lucinha Manosso não imaginava que um simples comentário teria uma repercussão tão grande. Por isso, resolveu deletar sua conta no Facebook, mas pretende voltar. “Dei uma pausa, não estou nem vendo as notícias”, finalizou.

Eleição – O primeiro indígena eleito em Dourados, município que fica a 225 quilômetros de Campo Grande, é pedagogo, professor universitário, pós-graduado em metodologia de ensino superior e especialista em questões indígenas.

Ministra aulas de prática pedagógica indígena e legislação eleitoral para acadêmicos de pedagogia da Unigran (Centro Universitário da Grande Dourados). Aguilera de Souza, de 37 anos, mora na Aldeia Jaguapiru desde que nasceu. A reserva indígena fica a aproximadamente 5 quilômetros da cidade.

Pela classificação final divulgada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Aguielra conquistou a 17º posição na disputa eleitoral que teve 218 nomes e 19 candidatos eleitos para a Câmara Municipal.



Seria mais honesto ela dizer que foi infeliz no seu comentário, que não soube se expressar e não jogar a culpa nos outros dizendo que foi mal interpretada.
 
Daniel Sanches em 13/10/2012 12:38:19
O preconceito só existe em pessoas de espírito pobre, de pouco conhecimento e de mente pequena. Acho que esse tipo de pessoas sim dão prejuizo p/ estado, com toda sua ignorância...mas nós nao vamos pra floresta amazonica nao...vamos ficar aqui mesmo minha querida...quer vc queira ou nao!!!! e pra esses sem noção que dizem que indio é preguiçoso e vagabundo..... vai conhecer, ler, sobre nossa raizes... essas pessoas tb estão sendo preconceituosas, tanto quando essa mulher....esses sim dão prejuizo pro estado!!!
 
Telma Metelo Correa em 12/10/2012 14:01:55
Fia o índio é culto.
 
marinete morato em 12/10/2012 09:36:33
Povo vamos fazer o seguinte vamos todos deixar nossas casas e propriedades e vamos morar em outro lugar pq o Brasil inteiro deve ser dos indios e nao so aonde eles querem, to de saco cheio dessa turma de gente que defende esses vagabundos que náo querem trabalhar, esse cara que ganhou como vereador é excessao, a maioria é pinguça e vagabundo, fora o monte de gente branca que quer manter os indios dessa forma pq ganham dinheiro com isso indigenista???????? va TRABALHAR ........
 
paulo cruz em 12/10/2012 07:17:04
Se um índio foi eleito p/ um cargo político, porque o povo o escolheu, fez por onde merecer, pois ele tem é muita competência para isso, enquanto tem muitos bcos políticos que não valem o q comem, parabéns a esse indígena, e q ele faça sucesso no seu novo desafio e atenda as reivindicações do povo. Sem essa de discriminação racial, que vença o melhor, pensem nisso!!
 
jose ajala em 11/10/2012 23:04:09
É sempre assim ofendem, praticam o racismo e depois quando o bicho pega, falam " ah fui mal interpretada, tenho amigos indios negros etc" Assuma o que vc é garota.
 
edilaon Pereira da Silva em 11/10/2012 21:43:43
UM INDIO VEREADOR! Cade o racismo nesta frase?? O racismo ta nas pessoas que estao comentando.. Quanto ao termo da Amazonia, viver isolado, tal, a partir do momento que Indio quer ganhar sexta basica, remedio, saude igual branco, tem que responder por crimes como os brancos, e passam a nao ser mais considerados como Indios... Este é o meu ponto de vista....
 
Claudio santos em 11/10/2012 19:59:31
Esta garota foi ingenua, e acima de tudo demonstrou não conhecer nossa constituição, todo brasileiro tem o direito de se candidatar a qualquer cargo publico, seja ele branco, negro ou indio. É o voto do povo que elege, e quem pode garantir que este indio não venha ser no futuro um grande politico e administrador dos recursos publicos, eu particularmente quero dar meus parabens pela sua disposição de se candidatar e mais ainda por ter sido eleito.
 
juvenil marques em 11/10/2012 19:25:48
Pobre Lucinha! Acho que nunca mais na vida dela vai uma oportunidade tão grande de ficar de boca fechada. Como diz um ditado antigo: fez "caca" e esparramou!!... Além de desconhecedora da história, mal informada, preconceituosa, não sabe nem escrever direito, e ainda se dá ao luxo de criticar os outros só porque tem uma página no Face! Ah, em tempo Dna Lucinha: o Face é público! Se não quiser que os outros "fucem" suas coisas, não poste besteira, ou melhor ainda, não tenha uma página no Face. E parabéns, Aguilera, pela sua vitória. Espero que possa bem representar com sabedoria seu povo na câmara de Dourados!!
E, sim, o MPF deveria tomar conhecimento do ocorrido! Quanto mais cedo, melhor para as pessoas aprenderem algumas coisas sobre a vida!
 
Icaro Senior em 11/10/2012 17:38:02
Eleição de Aguilhera representa a capacidade politica dos índios assumirem os espaços políticos! Para os que ainda acham que os índios são os mesmos índios no tempo de brasil colonia, estereotipo, índios são pessoas evoluídas como as demais!

 
celinho Terena em 11/10/2012 17:18:32
nao vejo preconceito nenhum o que acontece é que hj em dia a pessoa nao pode nem brincar quando se trata de indio ou negro falou mal de algum deles é racismo eta brasilzinho dificil de viver
 
valquria costa em 11/10/2012 14:48:16
Infelizmente, em pleno século 21 chocamos com situações como estas quando se tratam dos povos indígenas... Sou indigenista há mais de mais de 30 anos e acompanho o sofrimento deste povo guerreiro, forte e amigo... Dói na alma tal atitude. É UMA VERGONHA!! Uma pessoa desta natureza deveria "pagar como pena alternativa" conviver com o povo indígena somente uma semana.. Fazendo uso de saneamento básico, alimentação, educação e demais situações do dia-a-dia. Com certeza, a visão torpe que essa purútuye tem mudaria... Mas, há um porém: novamente, este povo guerreiro ficaria em desvantagem, pois não APRENDERIAM nada com essa pessoa....Sucesso, ainda mais, ao meu amigo e agora Vereador, Aguilera de Souza. Itukó'oviti, xoko ûti ya uhá koeti káxe!
https://www.facebook.com/geyse.ortega
 
Geyse Ortega - Aquidauana - MS em 11/10/2012 14:37:55
É um absurdo ter q comentar algo a respeito vindo de uma pessoa que esta preparando para vida, pelo jeito precisa ser reeducado e não ter preconceito...
 
Eder George em 11/10/2012 14:06:52
MINHA FIA , VC TA NA PEDRA!!!!!!!!
 
alfredo jorge em 11/10/2012 13:31:01
Como as pessoas sao "burras" acima de tudo. Esta ignorante que diz que está em uma faculdade, não sabe que opinião cada um tem a sua, mas também tem que arcar com suas consequências. Ela diz que o facebok é dela, mas a escrita ou tudo q você lá faz é público e pode ser participado pelo público.

E sim usado contra a mesma, pois ainda posta outro comentário confirmando seus preconceitos e abusos em assuntos de interesse público ou que envolve o geral, a sociedade, tema, raca e ética pública.

Vá aprender a perder também, ainda mais em uma democracia eleitoral. Se a mamãe perdeu e você não vai ter mais privilégios...acostume a viver na comum-unidade.

 
Lucio Borges Ortega em 11/10/2012 12:43:39
Realmente existem pessoas ainda que são preconceituosas... Isso entristesse muito porque qual a diferença entre os seres humanos? Será que os preconceituosos não sabem que o brasil era do povo indigena? E não sabem que nós indigenas recebimos os não indios como irmãos? Que lutemos na guerra do paraguai juntos com o exército brasileiro? O aguilera é meu amigo pessoal e ele foi abençoado por Itu Koóviti( Grande Espírito de Deus)... Que o Senhor tenha misericórdia dos preconceituosos com meu povo indígena...Sem deixar de citar aqui que o aguilera teve muitos votos de não índios nesta eleição...Que Jesus os abençoe muito.... Cuidado aos preconceituosos, porque o Aguilera é a menina dos olhos de Deus.......
 
Laucidio Terena em 11/10/2012 12:14:20
Nobre vereador Aguilera, parabens pela vitoria.Joaquim Barbosa foi eleito presidente da mais alta côrte do pais vc foi eleito vereador,uma autoridade mas q muitos como essa "universitaria" não aceitam.Coração e alma má.Esqueça que o ser humano tem cor ou raça, somos todos filhos de Deus e e a ascenção vem por nossa qualidade.Vais ouvir muitas criticas a favor e contra nossa raça e contra seu trabalho, mas não dê importancia a isso,faça valer o sangue de Marçal de Souza que há em vc.Não se entregue as mazelas da politica,não aceite ganhos "extras" porque logo,vão querer te "queimar" p ficar nas mãos dos corruptos.Deus te abençoe e quem sabe futuramente podemos ter vc como prefeito do municipio, vai depender de seu trabalho.O tempo é o senhor da razão.
 
samuel gomes-campo grande em 11/10/2012 12:12:41
Quem é radicalmente contra o PT, geralmente tem opiniões erroneamente formadas.
 
Áttila Gomes em 11/10/2012 09:50:54
Tem de se entender ela emitiu a opinião ela PRE conceituou uma situação, infelizmente a opinião dessa pessoa foi péssima para os dias atuais, porque ele é indio não pode se eleger? é preconceito racial sim, foi como se ela dissesse que por ser indio a sua posição social não deveria ocupar tal cargo...dificil entender o preconceito racial e ainda quer se justificar, fique quieta minha filha!
 
sandra lima em 11/10/2012 09:34:37
essa garota não estudou nem a historia do brasil senão ela sabia que os indios ja estavam aqui quando cabral chegou aqui por engano achando que estava na india por issso o nome indio .parabens aguilera pela vitoria processa ela se não der nada pelo menos aborrecimento ela vai ter comparecendo no forum pra depor
 
paulo vieira em 10/10/2012 23:15:38
Nossa! Que preconceito tem essa moça. E parabéns aos vereadores índios eleitos em Dourados e Dois Irmãos do Buriti. Ambos são professores e continuem assim lutando por seus interesses.
 
Wilma Santos em 10/10/2012 22:39:31
Que pessoa preconceituosa. Mas com certeza o índio fará um mandato bem melhor que o da mãe dela, que nada fez por Ponta Porã como vereadora... tanto é que não conseguiu se reeleger. Esses preconceitos são abomináveis, deveria caber processo!!!
 
José Silva Barros em 10/10/2012 22:02:56
veja os comentarios
 
cleto martins em 10/10/2012 20:30:49
Apenas uma reflexão. Não se trata de defender a estagiária. Ela apenas representa um preconceito que ainda está presente na grande maioria da população brasileira. Não é contratando um advogado que vamos resolver isso. Mas se trata de um processo educativo da sociedade brasileira. Há menos de 10 anos a questão dos negros e dos índios se tornou conteúdo obrigatório na educação básica por lei. Uma grande maioria dos professores ainda não trabalha adequadamente para superar as atitudes de preconceito. O próprio Estado Brasileiro ainda continua preconceituoso ao não operacionalizar o reconhecimento dos territórios indígenas em Mato Grosso do Sul. São inúmeros os conflitos de terra neste Estado ainda não resolvidos. Vamos globalizar esta situação e verificar que o problema é mais fundo.
 
OLÍVIO MANGOLIM em 10/10/2012 20:24:22
Parabéns ao professor Aguilera de Souza, tenho certeza que orgulhará nós Douradense como o primeiro indígena na cãmara. ainda veremos falar muito de você. Boa Sorte
 
Altair Matos Mascarenhas em 10/10/2012 20:19:20
Mandou muito mal. E infelizmente é esse o pensamento da maioria dos jovens.
 
Paulo Miranda em 10/10/2012 16:06:00
Parabéns Aguilera, orgulho da nação indígena e exemplo de vencedor.
 
Thiago Fachini em 10/10/2012 14:52:56
Parabéns Aguilera Souza, aliás será não somos parente, brincadeiras a parte, minha sincera homenagem a este homem que venceu o preconceito e está ai eleito a vereador em Dourados, precisamos de pessoas com esta coragem e perseverança para assumirmos o poder que sempre foi tomado pela elite, sem deixar que mulheres, negros, indios e pobres, enfim o povo do nosso Brasil tomar conta deste Paiz que é tão maravilhoso. Vamos
 
ELAINE SOUZA em 10/10/2012 10:49:53
Que bom Aguilera pela vitoria da sua tribo mas e uma pena que essa jovem nao conhece a realidade dos povos indigenas.
 
ARIDERSON JULIO ANTONIO -INDIO TERENA em 10/10/2012 10:48:06
Ela é filha da vereadora Dulce Manosso de Ponta Porã. A mãe dela tentou reeleição e perdeu. Perdeu também o Hélio Pelufo que é quem ela apoiava. Cabeça quente e fez besteira. Deve ser tratado o caso como preconceito e levado à esfera judicial. Política é democrática e essa menina precisa aprender muito com a vida ainda. A mãe poderia ter ensinado isso à ela.
 
José Tendença em 10/10/2012 09:47:51
éeeeeeee! o brasil deve muito aos indios e negros; por terem partcipação ativa no desenvolvimento economico e social desse imenso, brasil
parabem aguilera
que voce represente e defenda os interesses politicos não só do seu povo mais do povo ai de dourados
e não de ouvidos á criticas evasivas e preconceituosas como a citada.
fique com deus e boa sorte.
 
agnaldo f silva em 10/10/2012 09:33:46
Esse sobrenome não é estranho aqui em Ponta Porã... tem uma candidata derrotada aqui!!!!
 
NICOLAU MARTINS em 10/10/2012 09:22:49
parabens a vitoria do indio aguilera!!!!esse fato q aconteceu e so uns dos primeiros desafios q tem por vir mas acredito q ele nao se abale isso e tao pequeno qt essa garota q nao tem o q fazer..espero q ele consiga o maximo de verbas pra poder dar com dignidade educaçao saude lazer pra aquelas crianças que moram na aldeia.vejo muitas delas pedindo comida pedindo qualquer coisa Deus de força pra ele pra q possa segurar esse cargo e abrir outros caminhos dentro dessa parte politica e poder dar uma vida digna pra todos os indios.
 
mariah da silva em 10/10/2012 09:11:23
Ainda é uma estagiaria,imagine quando se formar e exercer a profissão???
 
arivaldo paiva em 10/10/2012 09:05:12
Estagiária do que essa menina ..... só se for de IGNORÂNCIA ..... é difícil acreditar que no cenário em que nós vivemos ainda exista mentes tão pequenas como dessa garota, a ela somente minha dó, já ao pedagogo, professor universitário, pós-graduado em metodologia de ensino superior e especialista em questões indígenas Sr. Aguilera de Souza, a ele meus PARABENS, um homem integro e de boa índole.
 
Andrea Porto em 10/10/2012 08:19:51
MANDOU MUITO MAL ESSA ESTAGIARIA. FOI PRECONCEITUOSA SIM.

"A língua dos sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos tolos derrama a estultícia. Provérbios 15:2 "

PESSOAS ASSIM DEVERIAM BUSCAR MAIS A DEUS. ISSO É FALTA DE HUMILDADE E AMOR AO PRÓXIMO. TODOS SOMOS IGUAIS PERANTE AO TODO PODEROSO.
 
PEDRO AMORIM em 10/10/2012 08:00:02
É isso aí Aguilera, são pessoas como você que a sociedade precisa para um cargo tão importante, que tenha noção de fato da nossa realidade e necessidades, tenho certeza que será um ótimo vereador, até melhor que muitos que já estão a tempos na vida política e não fazem nada pelo cidadão, só trabalham em benefício próprio. UM exemplo a ser seguido! Parabéns!
 
Helena Cristaldo em 10/10/2012 07:58:35
infelizmente ela é igual a mae,fala + q a boca. para quem nao sabe ela e filha de uma vereadora da cidade de ponta pora,dulce manosso q teve tres mandatos. e com a graca de DEUS NAO FOI REELEITA....
 
gustavo lima em 10/10/2012 07:37:45
que mal entendido que nada, as pessoas são preconceituosas mesmo e o dito já está dito e não adianta querer consertar. Pior é que o homem pelo seu curriculum é melhor preparado do que muitos que chegaram às Câmaras municipais, e melhor do que a que o condenou por ter sido eleito. Estagiária ai coitada.
 
rhode de f rocha em 10/10/2012 07:25:54
Deixa prá lá. Tadinha da moçoila, ela é estagiária. De certo nem passará para o próximo estágio. MEU DEUS, como ainda tem preconceito nesse mundo. Temos que comemorar, pois temos um índio com esse grau de cultura. Parabéns por ter sido eleito. Fé em DEUS irmão.
 
Lucas Vale em 09/10/2012 23:34:52
Ahhh coitadinha dela gente, foi interpretada errada,ela so quis dizer que era para os indios viverem isolados em floresta e taus, super legal ela, tem ate foto com eleS no celularr!! Ahhh uma dica Sr. Aguilera de Souza, ADVOGADO e se possivel o mais rapidinho, gente assiM merece isso e mais um pouco, Mas como nao da um processinho de racismo é um comeco ne!!! Cara como ainda existe gente assim.. E parabens a quem printou a tela viu .. !!! Coitadinha dela excluiu o face.. Aff nem parece que tem 24 anos .. REVOLTANTE UMA COISA DESSA
 
Patricia Ferreira Fonseca em 09/10/2012 23:18:41
NAO TENHO PRE CONCEITO CONTRA INDIO, AFF, IMAGINA SE TIVESSE ENTAO
 
ISMAEL KAIOWA em 09/10/2012 23:16:13
A maneira como ela se expressou foi grosseira! Preconceito sim! Aqui em Dois Irmãos do Buriti temos na câmara municipal um vereador indígena e o município para os próximos 4 anos ganhou mais um representante indígena... é importante sim, eles terem alguém na câmara...
 
Giselli Figueiredo em 09/10/2012 23:11:38
Parabéns!!!! Aguilera, nós precisamos de gente nova. Chega da mesmice!!!!!!!
 
LUZIA KATIA GONÇALVES em 09/10/2012 23:04:05
A bonitinha se acha mais que os índios. Preconceituosa, mal educada, a resposta no comentário que ela fez foi mais agressiva ainda!!! Ao menos em um coisa ela tem razão: Tem muita gente atoa.....Aguileira mete um processo nela!!!!
 
Joelson Santos em 09/10/2012 22:58:08
Lucinda! Se espelhe na qualificação do "Índio" e aprenda, o problema dos índios, dos negros, mulatos e brancos...brasileiros, é a condição social, a situação de indigência em que parte da população "letrada" pretende que eles permaneçam para sempre, vivendo de esmolas cujos únicos beneficiados são meia duzia de brasileiros ricos que sobrevivem explorando a miséria alheia. Gostei da seleção do "Índio" por seus pares, quando as Lucindas do brasil agirem assim ao escolher em quem votar, aí sim essas questões pequenas, essa mediocridade vai acabar e construiremos uma grande nação, com pessoas tão capazes e preparadas como esse "Índio", que foi grandioso ao entender o pouco conhecimento da nossa amiga Lucinda.
 
maria vieira em 09/10/2012 22:36:53
essa lucinha ta enrolada nao conhece nada acabou de cometer um crime federal
 
richardi b romero em 09/10/2012 22:09:51
O comentário desta analfabeta política que mistura "alho com bugalho" como dizia minha avó é de doer. Uma pessoa pequena, que esquece que o poder legislativo reflete ou deveria refletir a sociedade, pois é um dos canais que a população tem de se fazer representar. Quem é a pessoa mesmo, que fez o comentário? Não passa disso. Deve estudar mais e deixar de fazer comentários preconceituosos. Aliás deveria responder um processo pelo comentário preconceituoso contra o indígena.
 
Mário Rosa em 09/10/2012 21:45:01
Para mim , esta pessoa que fez este comentário inútil junto com os amigos dela são mais inúteis ainda
 
Everson mazlum em 09/10/2012 21:09:14
Invasão de privacidade numa rede social onde você compartilha comentários, essa é nova.

Não adianta dizer o contrário moça, você provou que é má educada em vários sentidos...
 
Rafael Carvalho em 09/10/2012 20:51:31
Parabéns Aguilera de Souza pela sua postura. Exemplar! Nem vale a pena vc uma pessoa educada, formada, um futuro vereador, responder para uma pessoa (se é que pode ser chamada assim). Voce é maior e melhor que ela. Sinto-me orgulhoso de ver um SER HUMANO (VC EU POSSO E DEVO CHAMÁ-LO ASSIM) respondendo com classe e ensinando os outros. Parabens
 
Gilson Giordano em 09/10/2012 20:34:48
Que bom q ela pensou bem e se redimiu. Acho q n tem mais espaços para preconceitos.
 
Moacyr Neto em 09/10/2012 20:32:04
O preconceito e a intolerância estao presentes em meio as comunidades desde o Século VII a.c e ainda hoje há confronto entre Sunitas e Xiitas, católicos e protestantes, espanhóis e bascos, negros mortos por serem espancados por racistas, indios e mendigos queimados em via pública, isso é lamentável e muito triste. Por outro lado essa pessoa que "ficou mais leve" também esta de "parabéns" por ter a coragem de assumir em público toda a carga de preconceito e os sentimentos de intolerância que historicamente as famílias transmitem diariamente a seus filhos. Os hipócritas afirmam que não há preconceito de cor neste país mas as casas abrigo estão cheias de adolescentes negros que ali chegaram bebês e que nunca ninguém as quiseram levar para casa. Aqui o motivo esta posto, quero vivenciar isto!
 
Antonio Barbosa em 09/10/2012 20:22:09
É realmente esta estagiária não conhece nada sobre o indigenas no Brasil, pois existem tribos no Brasil que antes do GPS se tornar popular em carros no país os INDIOS já os usavam em caçadas junto com notebook no meio das matas por este Brasil afora.

http://maravilhasnaturais-preserve-as.blogspot.com.br/2012/05/indios-surui-apostam-no-mercado-de.html,

tem indios formados em diversas áreas e sem falar que no final da decada de 70 eles já usavam aviões pilotados por eles e anda teve o Juruna eleito deputado federal... no mato grosso do sul é um estado aparte onde durante décadas tentou exterminar o indigenas com politicas que beneficiavam apenas os fazendeiros...lembrando os principais museus da europa foram restaurados usando ceramicas produzidas por indios deste estado .
 
jose maria martins de brito em 09/10/2012 20:06:01
Parabéns a Aguilera de Souza , por ter sido escolhido pelo seu povo para representá-lo.
Com determinação e muita garra , não fruste seu povo .
Oxalá, que todas as aldeias tenham seus representantes eleitos , para extirparmos o preconceito relatado nas palavras repugnantes desta jovem e que retrata muito bem o pensamento de uma grande parcela de sulmatogrossenses .
 
osvaldo ribeiro em 09/10/2012 19:36:38
O que deve ser reprovado é o fato de poucas aldeias se organizarem com o intuito de elegerem seus representantes. Talvez o agora vereador Aguilera, com a formação que possui e com toda repercussão de sua eleição, possa ajudar as demais nações indígenas do Estado a ter um modelo de organização com as mais variadas boas ações, que consigam incluir verdadeiramente na sociedade seus descendentes, fazendo-os cidadãos cônscios de seus direitos e também de seus deveres. Que Deus possa norteá-lo, de forma que políticas voltadas p/ a exclusão do álcool e da droga possam URGENTEMENTE serem adotadas nas aldeias, p/ que seus povos não sejam vitimados de forma tão cruel. Mas só o poder Supremo é que pode fazê-lo conseguir aliados para tão árdua luta.
 
GILSON DE OLIVEIRA COELHO em 09/10/2012 19:30:39
"Invasão de privacidade"?! Kakaka!!! A pessoa torna pública a sua opinião em um site e, agora, vem falar em "privacidade"?! Piada, né? Poderia ter encontrado melhor argumento para se defender ou para tentar minimizar a besteira que fez...
 
Cid Castello em 09/10/2012 19:13:27
ESCREVEU NUM LEU PAU COMEU... ditado antigo, grafado errado, mas vale a todo tempo... TEMOS QUE POLICIAR A NOSSA LINGUA E A NOSSA MENTE, mente sã corpo são, DITADO PELOS FILOSOFOS... coitada da menina foi infeliz..... PARABENIZO AO GRANDE VEREADOR ELEITO pela sua classe e inteligência, pois tem coisas mais importantes para lutar do que prestar atenção nestas coisinhas insignificantes..
 
MATEUS COSTA em 09/10/2012 19:09:50
Essa moça realmente é fruto do meio, pois quando manda os índios irem "viver isolados numa selva na Amazonas vivendo da caça e pesca..." além de ser ruim na estrutura linguística e desconhecedora do próprio país, também não sabe que era exatamente isso que os índios faziam antes de pessoas como ela lhes tirarem o que era de mais valia; a terra em que viviam e, se eles "dão prejuizo ao Estado", ontem os não-índios lhes deram prejuizos e hoje, praticamente TODA sociedade lhes dá prejuizos, pois além de não lhes devolver suas terras, ainda os tratam como sendo preguiçosos, sujos, feios, ladrões, alcoolistas, drogados, folgados, espertos, etc. Por causa de muita gente que não lê (e provavelmente ela faz parte dessa gente) é que jogamos pedras nas vítimas e nem enxergamos os vitimantes.
 
ANTONIO CARLOS DO NASCIMENTO em 09/10/2012 19:08:09
Claro que essa Lucinha foi preconceituosa, leiam até o final os comentarios no face....tem que responder judicialmente mesmo...estágiária mal sucedida...
 
Aislan Luis Massoni em 09/10/2012 18:57:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions