A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

19/07/2018 17:50

Partidos escolhem o 4 de agosto como o “Dia D” das convenções em MS

Reuniões partidárias estão autorizadas a partir desta sexta-feira (20), mas boa parte das legendas adiará ao máximo suas reuniões; PDT promve encontro no sábado

Humberto Marques
PSDB, que defenderá reeleição de Reinaldo, marcou convenção para 4 de agosto; data foi escolhida também por outros partidos. (Foto: Saul Schramm/Arquivo)PSDB, que defenderá reeleição de Reinaldo, marcou convenção para 4 de agosto; data foi escolhida também por outros partidos. (Foto: Saul Schramm/Arquivo)

Começa oficialmente nesta sexta-feira (20) o prazo para os partidos políticos realizarem suas convenções partidárias, nas quais indicarão seus candidatos nas eleições deste ano. Em Mato Grosso do Sul, porém, boa parte das legendas postergou para a véspera do prazo final suas reuniões, agendando-as para 4 de agosto (um sábado).

A realização das convenções nos últimos minutos autorizados pela Justiça Eleitoral é uma prática comum a fim de tentar preservar os potenciais aliados ou ganhar tempo para costurar as coligações. No 4 de agosto, acontecerão reuniões de agremiações que disputam entre si partidos que têm, entre seus “dotes”, mais tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e TV e lideranças expressivas da política sul-mato-grossense.

MDB e PSDB realizarão na manhã do dia 4 suas convenções em endereços próximos, conforme noticiado pelo Campo Grande News: a reunião dos emedebistas, que aconteceria neste sábado (21), foi remarcada para a data. O local, a sede de campo da Associação Nipo-Brasileira (na avenida Ministro João Arinos, região do Tiradentes), será o mesmo.

O adiamento teria atendido a pedido da bancada estadual do MDB, que pretende reunir em um mesmo ato potenciais aliados. Contudo, a data escolha coincide com a reunião tucana, que acontecerá a poucas centenas de metros da convenção emedebista. O PSDB reúne seus militantes e aliados na sede do Diretório Regional, também na Ministro João Arinos.

Reunião do DEM em Paranaíba; disputado por tucanos e emedebistas, partido adiou encontro para o dia 4. (Foto: DEM/Reprodução)Reunião do DEM em Paranaíba; disputado por tucanos e emedebistas, partido adiou encontro para o dia 4. (Foto: DEM/Reprodução)

Disputados – Três partidos disputados por essas duas legendas também realizarão as convenções no dia 4. O DEM fará seu encontro das 8h às 10h na sua sede, no Jardim dos Estados, em Campo Grande, de onde deve seguir para a convenção do seu “escolhido”.

O presidente regional democrata, Murilo Zauith, deu como certa na terça-feira (17) a aliança com o PSDB, que defenderá a reeleição do governador Reinaldo Azambuja. Contudo, houve um recuo no anúncio diante de resistências na bancada federal do partido, onde há interesse em apoiar o MDB de André Puccinelli. A candidatura de Zauith ao Senado e a garantia de espaço para que Tereza Cristina e Mandetta disputem vagas na Câmara dos Deputados com chances de reeleição estão entre as prioridades do DEM.

O PSD, do prefeito campo-grandense Marquinhos Trad, e o PRB do senador Pedro Chaves também realizarão suas convenções naquele sábado. Os encontros também acontecerão nas sedes dos partidos.

Primeiros – O PDT realiza já neste sábado (21) seu encontro. Nele, devem ser aprovadas as candidaturas do juiz federal aposentado Odilon de Oliveira ao governo e de deputados federais e estaduais, bem como apresentado o nome do vice na chapa.

A aliança com o Podemos, já antecipada, também deve passar por confirmação –envolvendo a candidatura ao Senado de Chico Maia. A convenção pedetista deve ser realizada na sede da legenda, na rua Abrão Júlio Rahe, 2.399, Santa Fé. O partido ainda espera realizar um segundo evento, na presença do presidenciável Ciro Gomes.

PSB, de Dionizio, marcou convenção para o dia 25, mas anúncio sobre aliança deve sair no dia 30. (Foto: PSB/Divulgação)PSB, de Dionizio, marcou convenção para o dia 25, mas anúncio sobre aliança deve sair no dia 30. (Foto: PSB/Divulgação)

Na quarta-feira (25) é a vez do PSB promover sua convenção no Grand Park Hotel, em Campo Grande, das 14h às 17h30. Na ocasião, o presidente regional e deputado federal Elizeu Dionizio não deve confirmar com qual o partido os socialistas vão se aliar. Fora da corrida pelo governo, o PSB também é ambicionado por PSDB, MDB e PDT –a decisão deve ser tomada apenas no dia 30.

No sábado seguinte (28) o PT reúne seus militantes e possíveis aliados na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores na Educação de Mato Grosso do Sul) para homologar a candidatura do ex-prefeito de Mundo Novo, Humberto Amaducci, ao governo estadual. O partido já tem a chapa majoritária praticamente fechada, com a advogada Lucilene da Silva e Silva, de Três Lagoas, concorrendo à vice, e o deputado federal e presidente regional Zeca do PT sendo lançado ao Senado –o ex-prefeito de Dourados e ex-deputado estadual Larte Tetila será o suplente. Faltaria as decisões da eventual segunda vaga ao Senado.

O PSOL, que defende o advogado João Alfredo ao governo, realiza sua convenção em 5 de agosto, último dia das convenções. O presidente regional Lucien Rezende confirmou que a legenda segue em conversações com o PV, PC do B, PSTU e PCO, mas não há nenhuma coligação já confirmada.

PTB e PP, que vêm conversando com o PSDB, devem definir até esta sexta-feira a data de suas convenções. A reportagem não conseguiu contatar o presidente regional do PV, Marcelo Bluma, que é pré-candidato ao governo do Estado, para saber a data da convenção dos verdes.

Concluído o prazo das convenções, todos os partidos e coligações devem registrar seus candidatos até 15 de agosto. No dia seguinte, os candidatos estão autorizados a iniciarem de fato a campanha com pedidos de voto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions