ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  17    CAMPO GRANDE 19º

Política

Partidos já começam a fazer pesquisas para consumo interno

Cenário político para eleições do ano que vem começa a se desenhar 1 ano e 8 meses antes da disputa nas urnas

Por Gabriela Couto | 26/02/2021 12:21
Nome do ex-governador André Puccinelli será cotado nas pesquisas de consumo interno do MDB para as vagas nas eleições 2022 (Foto Divulgação)
Nome do ex-governador André Puccinelli será cotado nas pesquisas de consumo interno do MDB para as vagas nas eleições 2022 (Foto Divulgação)

Pode parecer distante, mas faltando 1 ano e 8 meses para as eleições de 2022 já tem partido analisando o cenário político para a disputa nas urnas do ano que vem. O PDT saiu na frente. Logo após o encerramento da eleição municipal de 2020 a sigla começou a rodar pesquisa para avaliar todas as possibilidades para a legenda.

"A pesquisa interna é de suma importância para o cenário partidário e para nos manter informados sobre como a população está pensando e o que está exigindo de seus representantes. A pesquisa tem que ser para o povo e para trabalharmos em seus propósitos", afirmou o presidente do PDT regional, deputado federal Dagoberto Nogueira.

Já o MDB deve iniciar as avaliações de consumo interno na semana que vem. O presidente municipal do partido, Ulisses Rocha, disse que a medida vai servir para alinhar as definições futuras para 2022. "São pesquisas para consumo interno que vão avaliar todas as vagas e quais os cenários possíveis para definir a posição do MDB no ano que vem."

A possibilidade de ter o ex-governador André Puccinelli na disputa do poder Executivo Estadual novamente vai passar pelo crivo desses números. Ainda será analisado o tamanho do MDB e dos demais adversários . "Só com as pesquisas vamos definir a candidatura ao governo e as alianças para a chapa majoritária. Os dados vão dar um norte, um ritmo da articulação política"

Mesma medida será feita pelo PTB de Mato Grosso do Sul, comandado por Delcídio Amaral. "Vamos fazer uma pesquisa em março", pontuou. O DEM também deve iniciar os trabalhos após definições do diretório nacional. "Estamos sempre pensando em 2022, só que está para ter uma reunião na nacional para ter as definições e só depois esses assuntos serão tratados de forma mais objetivo. Então só semana que vem teremos novidades", afirmou o presidente regional do partido, José Braz.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário