A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/02/2013 12:26

Paternidade da lei da Cantina Saudável provoca críticas na Assembleia

Aline dos Santos e Paula Vitorino
Amarildo reclamou que o seu projeto foi vetado.  (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Amarildo reclamou que o seu projeto foi vetado. (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

A paternidade da lei da Cantina Saudável levou a reclamação hoje na Assembleia Legislativa. Hoje, a lei, proposta pelo deputado George Takimoto (PSL), foi promulgada. Inconformado, Amarildo Cruz (PT) reclamou que um projeto similar, mas de sua autoria, foi integralmente vetado em 2011.

“Meu projeto foi apresentado em 2008. E o do Takimoto é até mais rígido. Sempre fui um candidato da oposição. Vetam um projeto meu e aprovam o mesmo projeto do deputado deles”, disse o petista em plenário.

Diogo Tita (PPS) também apresentou projeto com o mesmo teor. “Tudo para mim é difícil, se fosse do PT era fácil”, declarou. A lei da Cantina Saudável está em vigor desde 2011 em Campo Grande.

Já a lei estadual foi promulgada hoje pelo presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB). A promulgação é uma forma de sanção feita pelo presidente quando, passado o prazo, o governador deixa de vetar ou sancionar a proposta.

Em julho do ano passado, o governador André Puccinelli (PMDB) vetou a proposta da Cantina Saudável na rede estadual. À época, o texto trazia exigências como a realização de exame para diagnosticar sobrepeso. O exame não consta na lei publicada hoje.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions