A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

19/06/2015 13:15

PDT tem cinco dias para buscar consenso ou optar por disputa em MS

Leonardo Rocha
Dagoberto terá cinco dias para tentar consenso, ou disputar presidência com Schimidt. Carlos Lupi quer chapa única (Foto: Marcelo Calazans)Dagoberto terá cinco dias para tentar consenso, ou disputar presidência com Schimidt. Carlos Lupi quer chapa única (Foto: Marcelo Calazans)
Felipe Orro e Beto Pereira montaram outra chapa, após Dagoberto retirar sete nomes do diretório estadual (Foto: Marcelo Calazans)Felipe Orro e Beto Pereira montaram outra chapa, após Dagoberto retirar sete nomes do diretório estadual (Foto: Marcelo Calazans)

Após impasse, que poderia gerar uma disputa pela presidência estadual do PDT, o presidente nacional, o ex-ministro Carlos Lupi, sugeriu que os filiados tenham cinco dias para buscar consenso, em uma chapa única, para evitar um conflito interno. Eles voltam se reunir na próxima sexta-feira (26), para homologar chapa única ou promover votação entre Dagoberto Nogueira e João Leite Schimidt.

A confusão aconteceu em função dos nomes que vão compor o diretório estadual, que teria 70 nomes, porém de acordo com o deputado estadual Beto Pereira (PDT), Dagoberto teria retirado sete nomes desta lista e colocado em seus respectivos lugares, pessoas ligadas a ele, para garantir maioria no diretório, o que não tinha sido acordado com as demais lideranças.

“No dia 18 de junho retiraram estes nomes e colocaram outros, nós então não aceitamos e combinados de fazer uma nova chapa, para disputar a executiva estadual, pelo cargo da presidência”, disse Beto Pereira. Esta ação provocou uma tensão no evento do PDT, que tinha como objetivo apenas homologar a nova composição, tendo Dagoberto como provável presidente.

Com este conflito, o presidente nacional, que veio participa do evento em Campo Grande, sugeriu que uma nova lista do diretório fosse formada, tendo então a inclusão dos nomes retirados. Com isto esta composição ficou com 78 integrantes, tendo cinco dias úteis, para resolver como será composta a executiva nacional.

Tempo para se pensar com calma, buscar entendimento e consenso, se não houver, volto aqui na semana que vem para sabe como vai ficar”, disse Lupi.

Interesses – Dagoberto explicou que retirou estes sete nomes, porque foram apresentados fora do prazo e depois poderia gerar ações na Justiça para até cancelar a convenção, como foi feito em outras vezes. “Se tratou de uma segurança legal, mas percebi que apesar do acordo, eles tinham reuniões depois para conseguir maioria contra mim”, disse ele.

O deputado federal ainda alegou que estes “impasses” tem como motivo principal, a eleição para prefeito em 2016, já que segundo ele, os deputados Beto Pereira e Felipe Orro, almejam esta vaga. “No fundo toda esta discussão se trata da eleição do ano que vem em Campo Grande”.

Felipe Orro inclusive relatou durante seu discurso, que o partido precisa ter candidatura própria em Campo Grande, para ser protagonista e deixar de apoiar partidos aliados. Ele ressaltou que os filiados querem ter esta garantia. “O melhor para o PDT, não é o que o PT, PSDB ou o que o PMDB quer para nós”, resumiu.

Se os integrantes não conseguirem chegar a um consenso, então duas chapas vão se enfrentar pela presidência estadual, tendo de um lado Dagoberto e Paulo Pedra e do outro, João Leite Schimidt, Felipe Orro e Beto Pereira. “Acho que a discussão tem que ser o que o PDT quer para Mato Grosso do Sul e não quem será o presidente”, disse Lupi.

Dagoberto alega que discordância tem como intenção disputa eleitoral em 2016 (Foto: Marcelo Calazans)Dagoberto alega que discordância tem como intenção disputa eleitoral em 2016 (Foto: Marcelo Calazans)
Presidente nacional, Carlos Lupi, diz que é otimista e que acredita em chapa única, apesar dos conflitos (Foto: Marcelo Calazans)Presidente nacional, Carlos Lupi, diz que é otimista e que acredita em chapa única, apesar dos conflitos (Foto: Marcelo Calazans)
Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions