A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

20/02/2019 09:49

PDV de servidor terá indenização por ano trabalhado e bônus de até 30%

O projeto vai ser apresentado ao governador e pode chegar a Assembleia na semana que vem

Leonardo Rocha
Secretário estadual de Administração, Roberto Hashioka, durante entrevista (Foto: Paulo Francis)Secretário estadual de Administração, Roberto Hashioka, durante entrevista (Foto: Paulo Francis)

O servidor que aderir ao PDV (Plano de Demissão Voluntária) será indenizado com um salário por cada ano trabalhado no poder público estadual, além de uma bonificação em torno de 30%, em relação ao valor total. Esta regra foi confirmada pelo secretário estadual de Administração, Roberto Hashioka, que fechou a minuta do projeto.

A proposta agora vai passar pelo crivo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que vai analisar a questão depois que voltar de Brasília. Caso concorde com os pontos definidos pela equipe, o projeto segue para Assembleia Legislativa na próxima semana, para apreciação dos deputados.

Hashioka explicou que o servidor que aderir ao plano, vai receber uma indenização de um salário (sua remuneração) por cada ano trabalhado, mas uma bonificação de 30% em relação a este valor. “Por exemplo, se o salário for de R$ 1 mil (mensais) e já trabalhou 10 anos no serviço estadual, o valor da indenização será de R$ 10 mil, mas a bonificação (30%), chegará a R$ 13 mil”, citou.

O secretário faz questão de frisar que este “modelo” ainda vai passar pela avaliação do governador, antes de seguir ao legislativo. A proposta é direcionada aos servidores efetivos, que podem chegar a 49 mil no governo estadual. Segundo ele, não tem ainda como prever qual será o aporte financeiro que o Estado vai gastar. “Depende de quantos servidores aderirem, até por ser um plano voluntário”.

Mudanças – Um dos pontos que vão seguir junto com o projeto, se trata de um decreto do governo estadual estabelecendo 40 horas semanais para o trabalho dos servidores estaduais. “Quem tem uma jornada diferente e não se adequar, poderá fazer parte deste plano. São questões diferentes, mas que vão caminhar juntas”.

A proposta do governo visa reduzir os gastos com folha salarial. Mesmo antes de chegar a Assembleia, está sendo vista com “bons olhos” pelos parlamentares, já que se trata de um plano voluntário. “A recepção é boa e entendo que vai passar com tranquilidade”, disse o líder do Governo, o deputado José Carlos Barbosa (DEM).

PDV para o servidor do Executivo federal é publicado no Diário Oficial
A Medida Provisória (MP) nº 792 que trata do Programa de Desligamento Voluntário (PDV) no âmbito do Poder Executivo Federal está publicada no Diário ...
Adesão ao PDV dos servidores começa ainda em 2017, diz Governo Federal
A adesão ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV) de funcionários públicos do Poder Executivo, anunciado ontem (24) pelo governo, ocorrerá ainda ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions