A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Outubro de 2018

24/09/2018 18:53

Pesquisa aponta Nelsinho e Zeca à frente em corrida por 2 vagas no Senado

Waldemir Moka, candidato à reeleição, segue em terceiro; enquanto o “estreante” Delcídio do Amaral somou 14% das intenções de voto

Humberto Marques
Nelsinho aparece em primeiro lugar em pesquisa do Ibope sobre preferência para o Senado. (Foto: Guilherme Rosa/Arquivo)Nelsinho aparece em primeiro lugar em pesquisa do Ibope sobre preferência para o Senado. (Foto: Guilherme Rosa/Arquivo)

Os candidatos Nelsinho Trad (PTB) e Zeca do PT lideram a preferência dos sul-mato-grossenses para as duas vagas no Senado em disputa nas eleições deste ano. Os dados constam na última pesquisa Ibope sobre as intenções de voto no Estado, encomendada pela TV Morena, realizada um mês deposi do levantamento anterior.

Nelsinho lidera a corrida pelo Congresso com 33% das intenções de voto. Zeca aparece três pontos percentuais atrás, com 30%. O senador Waldemir Moka (MDB) é o terceiro, com 19%.

As três primeiras posições mantiveram pontuações que oscilaram dentro da margem de erro de três pontos percentuais na comparação com o levantamento do Ibope divulgado em 24 de agosto –no qual Nelsinho teve 34%, Zeca somou 29% e Moka, 20%.

Recém-inserido na disputa eleitoral, aguardando julgamento do seu pedido de registro de candidatura, Delcídio do Amaral (PTC) chegou a 14% das intenções de voto na primeira pesquisa na qual participou, confirmando a quarta posição. Ele substituiu César Nicolatti (PTC), que na pesquisa anterior tinha 1% das intenções de voto.

Marcelo Miglioli (PSDB) totalizou 8% da preferência dos eleitores –ele tinha 3% em 24 de agosto. Sérgio Harfouche (PSC) chegou a 7%, ante 8% na anterior.

Zeca aparece em segundo lugar na corrida pelo Senado no Estado. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)Zeca aparece em segundo lugar na corrida pelo Senado no Estado. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Empatados com 4% das intenções de voto aparecem Soraya Thronicke (PSL), Beto Figueiró (Podemos) e Thiago Freitas (PPL). Soraya aparecia na pesquisa anterior com 6% das intenções de voto, enquanto Figueiró e Thiago somavam 3%.

Gilmar da Cruz (PRB) totalizou 3%, depois de não ser citado na pesquisa anterior (pois sua candidatura não havia sido registrada), e Mário Fonseca (PC do B), 2% (ele tinha 4% na anterior).

A pesquisa ainda mostrou Dorival Betini (PMB) e Anísio Guató (Psol) empatados com 1%. O candidato do PMB tinha 2% na pesquisa anterior, enquanto Guató manteve a pontuação.

Os votos brancos e nulos totalizaram 12% para a pesquisa do primeiro voto para o Senado. No segundo voto, o índice é de 23%. Entre os entrevistados 35% não souberam responder ou não opinaram na combinação das pesquisas sobre dois votos.

O Ibope ouviu 812 pessoas em 30 municípios de Mato Grosso do Sul entre os dias 21 e 23 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, em um intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral do Estado) sob o número 03695/2018.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions