A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/08/2008 21:10

Pesquisa mostra Zauith e Artuzi empatados em Dourados

Redação

Pesquisa de intenções de votos, sobre as eleições em Dourados, mostra empate técnico entre Ari Artuzi (PDT) e Murilo Zauith (DEM).

A disputa promete ser voto a voto, caso não ocorra evolução significativa do quadro com o início da campanha na televisão, a partir de 19 de agosto.

O levantamento estimulado, quando os nomes dos candidatos à prefeitura são apresentados ao eleitor, aponta Murilo Zauith com 34,63%, Ari Artuzi com 34,50% e Wilson Biasotto (PT) com 11,25%.

O número de pessoas que não responderam ou ainda não sabem em quem votarão chega a 17,25%, branco ou nulo somam 2,5%. A margem de erro é de 3,46 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Na segunda maior cidade sul-mato-grossense, a pesquisa foi realizada nos dias 9 e 10 de agosto, com 800 entrevistados nas regiões urbana e rural, incluindo distritos e duas aldeias indígenas.

O estudo é do Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda), em parceria com o Campo Grande News.

Perfil - Entre os analfabetos, a preferência dos votos é para Artuzi (47,06%), em seguida aparece Murilo (23,53%) e Biasotto (2,94%).

Quando o eleitor tem ensino superior completo, a maioria respondeu votar em Murilo (52,08%), depois em Biasotto (20,83%) e por fim em Artuzi (6,25%).

Em relação aos rendimentos, em todas as faixas salariais a disputa é apertada entre Artuzi e Murilo, com Biasotto em terceira posição, mas quando o eleitor ganha mais de 8 salários mínimos, a diferença cresce: são 53,85% para Murilo, 20,51% para Biasotto e 10,26% para Artuzi.

Apenas no quesito rejeição o favorecido é o candidato do PT, que tem o menor índice de reprovação do eleitor. Artuzi (16,75%) e Murilo (16,65%) também ficam empatados tecnicamente nesse ponto, já Biasotto tem 15,88% de eleitores que nunca votariam nele.

A Pesquisa do Ipems foi registrada na 43ª Zona Eleitoral de Dourados, sob número 004/2008.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions