A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

28/10/2018 09:19

Polícia é acionada para conter tumulto em votação na Joaquim Murtinho

Ângela Kempfer e Bruna Pasche
Polícia é acionada para conter tumulto em votação na Joaquim Murtinho
Policias militares tiveram de intervir para conter tumulto na Joaquim Murtinho. (Foto: Marina Pacheco)Policias militares tiveram de intervir para conter tumulto na Joaquim Murtinho. (Foto: Marina Pacheco)

Policiais militares precisaram intervir na manhã de hoje para resolver impasse na Escola Estadual Joaquim Murtinho. Uma senhora votou nulo, confirmou, mas se arrependeu. O filho tentou entrar na sala de votação, mas foi impedido pelos mesários. Revoltado e aos gritos, ele tentou forçar a entrada e a PM foi acionada.

Segundo a PM, depois da negociação, o homem conseguiu entrar e a mãe acabou contando que não queria votar nulo, mas, ao que parece, se atrapalhou. Mesmo assim, funcionários do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) acompanharam os 5 eleitores seguintes para certificar que não há nenhum defeito na urna.

A senhora ficou por cerca de 15 minutos dentro da sala, sem querer sair, o que fez aumentar a fila de votação. Mas agora a situação já foi normalizada.

O filho,  Rafael Peres Neto, diz que a mãe pretendia votar em Jair Bolsonaro. "Ela diz que quando digitou apareceu nulo". Ele pediu para que a mãe votasse novamente, mas como não foram mais registradas reclamações, o voto foi considerado nulo.

Polícia é acionada para conter tumulto em votação na Joaquim Murtinho


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions