ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Política

Prefeito é cassado por emissão de notas frias e vice assume hoje

Vereadores de Bandeirantes votaram a favor da cassação de Álvaro Urt por peculato, fraude em licitação e corrupção

Por Gabriel Neris | 29/09/2020 11:58
Prefeito de Bandeirantes, Álvaro Urt, durante defesa na Câmara (Foto: Reprodução)
Prefeito de Bandeirantes, Álvaro Urt, durante defesa na Câmara (Foto: Reprodução)

O prefeito de Bandeirantes, Álvaro Urt (DEM), foi cassado do cargo durante sessão extraordinária realizada nesta terça-feira (29) por ter cometido três crimes contra a administração pública.

Álvaro era investigado por crimes de peculato, fraude em licitação, falsidade e corrupção. O prefeito cassado é candidato à reeleição.

Em junho deste ano, o prefeito foi alvo da Operação Sucata Preciosa, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros) e do Bope (Batalhão de Choque de Operações Especiais).

A investigação do Ministério Público apontou que tratava-se de celebração de contratos com empresas privadas para manutenção de veículos da frota municipal, onde foi apurada a emissão de notas “frias”, já que serviços não teriam sido prestados, com parte da frota sucateada nos pátios das Secretarias de Obras e Saúde.

Foram alvo de busca a sede da prefeitura, as Secretarias de Obras, Educação e Saúde, a residência de servidores e ex-servidores.

O vice-prefeito Luiz de Sousa Meira assume o cargo de chefe do Executivo até o fim deste ano.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário