A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

18/08/2014 11:07

Prefeito lança novas frentes e obras de pavimentação não devem atrasar

Francisco Júnior e Kleber Clajus
Semy Ferraz e o prefeito durante lançamento do pacote de obras. (Foto: Marcelo Calazans)Semy Ferraz e o prefeito durante lançamento do pacote de obras. (Foto: Marcelo Calazans)
Maquinário já foi encaminhado para início da obras. (Foto: Marcelo Calazans)Maquinário já foi encaminhado para início da obras. (Foto: Marcelo Calazans)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), assinou hoje (18) ordens de serviço para pavimentação e drenagem de bairros das regiões do Alto São Francisco e Seminário. As intervenções, orçadas em R$ 42,2 milhões, integram pacote de investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Qualificação de Vias Urbanas, que possui ao todo R$ 311 milhões para obras em mais de 20 bairros da Capital. Ele disse que as obras não devem sofrer atraso apesar dos problemas no repasse pelo Ministério das Cidades, que já teriam sido solucionados.

Cinco bairros e vilas devem ser beneficiados no Alto São Francisco com a pavimentação de 20 quilômetros, recapeamento de três e drenagem de dez quilômnetros. Já no Seminário serão 12,5 quilômetros de asfalto, tendo as mesmas medições do anterior para recapeamento e drenagem.

De acordo com Semy Ferraz, titular da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), as obras começam a partir de hoje com prazo de 12 meses para serem entregues pela empresa Anfer Construções Ltda.

Semy explicou ainda que, conforme cronograma, está incluída expansão da rede de esgoto pela concessionária Águas Guariroba, mediante antecipação de investimentos de R$ 110 milhões. Quanto as obras autorizadas hoje, ele prevê que as primeiras medições ocorram dentro de 30 dias.

A artesã Maria Aparecida de Oiiveira Gomes, 54 anos, disse que só vai acreditar nas mudanças no momento que elas se concretizarem. “Tem que ter fé para o cenário possa mudar”, comentou Maria, que convive com poeira e lama há mais de 30 anos.

Já o presidente do bairro Jardim Fluminense e Veneza, Walmir Fagundes Sousa, disse que as obras devem reverter o caos vivido pelos moradores que chegaram a comprar caminhões de cascalho e terra para reduzir os problemas nas ruas.

Para o prefeito, é possível que as obras sejam concluídas antes do prazo estipulado. O progressista também ressaltou esforço da concessionária de água e esgoto em antecipar cronograma para expansão de 240 mil m³ de esgoto, contrapartida necessária para envio de recurso do PAC.

“Precisa de vontade política e pé na estrada para colocar as obras em execução. Por isso, fomos a Brasília várias vezes buscar recurso que dificilmente viria, porque não tinha articulação politica do governo anterior”, disse Olarte.




3 quilometros de recapeamento não vão fechar nem o buraco dos dentes do Alto São Francisco.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 18/08/2014 16:19:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions