A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/07/2014 12:53

Prefeito propõe 'festas' em escolas para pintar e melhorar prédios

Kleber Clajus
Em sala com pintura feita por pais, Olarte ressalta que melhorias virão pelo envolvimento da comunidade (Foto: Marcelo Calazans)Em sala com pintura feita por pais, Olarte ressalta que melhorias virão pelo envolvimento da comunidade (Foto: Marcelo Calazans)
Durante agenda, prefeito  foi cobrado por reforma e telamento de quadra de esportes na Vila Caiçara (Foto: Marcelo Calazans)Durante agenda, prefeito foi cobrado por reforma e telamento de quadra de esportes na Vila Caiçara (Foto: Marcelo Calazans)

A Prefeitura de Campo Grande quer pais de alunos envolvidos na pintura e melhorias das escolas municipais e, com essa finalidade, as unidades devem realizar festas para angariar recursos. Mutirões estão sendo organizados, apesar de haver negativa do Executivo quanto a falta de profissionais para executar o serviço.

“Já que não tem recurso, começa surtir efeito nossa fala de proatividade. Entendo que precisamos buscar soluções para os pais se envolverem com a escola e se sentirem mais parte do processo. A realização de festas pode ajudar neste caso”, comentou hoje o prefeito Gilmar Olarte (PP), durante entrega simbólica de uniformes.

Na Escola Municipal Maria Tereza Rodrigues, no bairro Santa Emília, cinco salas foram pintadas e três estão em processo, graças a realização de uma festa com a comunidade. A diretora Rosinete de Jesus Nascimento chegou a costurar cortinas de um dos espaços.

Para Olarte, as crianças não podem esperar melhorias que são para hoje. Ele se comprometeu a ceder materiais, como tinta, aos pais que se prontifiquem a colaborar nesse tipo de solução, ante a ausência de reforma, desde 2005, em unidades escolares.

Cobranças extras – Em contrapartida, o prefeito foi lembrado hoje da necessidade de se ampliar a estrutura da Escola Municipal Doutor Tertuliano Meirelles, na Vila Caiçara, além de telar a quadra de esportes invadida por pombas.

Segundo a diretora Ana Rita Lopes Dourado, há dois terrenos vagos ao lado da unidade escolar que poderiam ser adquiridos para reverter o uso de dois anexos externos para acomodar os 1,1 mil estudantes da educação infantil ao EJA (Educação de Jovens e Adultos). Ela aproveitou a oportunidade para solicitar reforma do prédio, construído em 1967, bem como revitalização do Cras (Centro de Referência de Assistência Social).

Já a estudante Beatriz Rieger, 13 anos, chamou atenção do prefeito para o caso dos pombos que tomam conta da quadra de esportes. O caso é comum nas escolas e poderia ser solucionado com o uso de uma tela metálica.

Em resposta as solicitações, Olarte explicou que não há dinheiro para investimentos, pois a cidade ainda está “saindo do poço” gerado por déficit financeiro de R$ 300 milhões. Contudo, relembrou que festas para angariar recurso e o envolvimento dos pais podem ser solução mais rápida para tornar o “ambiente alegre” as crianças.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions