A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/08/2013 14:55

Prefeitura tem R$ 8 milhões "retidos" após liquidação do Banco Rural

Zemil Rocha
Wanderlei Ben Hur diz que solução jurídica está sendo buscada  (Foto: Arquivo)Wanderlei Ben Hur diz que solução jurídica está sendo buscada (Foto: Arquivo)

O secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Wanderlei Ben Hur da Silva, informou, nesta tarde, em entrevista ao Campo Grande News, que a prefeitura de Campo Grande tem R$ 8 milhões em cauções de empresas que ficaram indisponíveis com a liquidação do Banco Rural, decretada pelo Banco Central.

“Existem depósitos de caução cujo valor total estamos levantando ainda, mas gira em torno de R$ 8 milhões”, revelou Ben Hur. “São todos relativos a contratos celebrados na gestão anterior”, acrescentou o secretário.

Nos contratos com fornecedores de mercadorias e serviços, a Prefeitura de Campo Grande utiliza o sistema de caução para garantir a adimplência. Se a empresa não cumpre as cláusulas do contrato e é, por exemplo, punida com multa, o Município pode valer-se do valor depositado como calção para pagar-se.

Com a liquidação do Banco Rural, depósitos de até R$ 250 mil serão cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito. A estimativa é de que o total do passivo a descoberto seja de R$ 330 milhões.

Indagado sobre o prejuízo que poderia advir ou se a prefeitura seria afetada de alguma forma, Ben Hur declarou: “Afeta porque as empresas fizeram depósito de garantia. E aí a quantia fica retida. Se a empresa inadimplir, o valor caucionado não está disponível”.

Segundo o secretário, a Procuradoria Jurídica da Prefeitura de Campo Grande está estudando a solução para a liberação desses valores depositados de caução depositados no Banco Rural.

 

 

Advogados de réus do Banco Rural consideram penas do mensalão exageradas
Advogados dos dois réus ligados ao Banco Rural que tiveram a pena fixada nesta quara-feira (14) na Ação Penal 470, o processo do mensalão, divulgaram...
STF finaliza votação de nova etapa do mensalão e condena 3 réus do Banco Rural
O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou por gestão fraudulenta de instituição financeira três dos quatros réus do núcleo financeiro, no julgamento...


Como é criativo esse Ben Hur, além de contabista acamêmico, uma vez que nunca exercitou a profissão, agora posa de advogado e politiqueiro, esse dinheiro já era meu amigo e a culpa é do Bernal, se sobrar caixa ele recebe! Agora dizer que essa perda é culpa da gestão passada é palhaçada!!!
 
Guilherme Coutinho Baier em 06/08/2013 06:01:21
Que conversinha mais fiada essa. Justamente o dinheiro de caução de empresas que trabalharam na gestão anterior, já que nesta gestão ninguém concluiu obra alguma, ficou retido no banco que teve intervenção decretada pelo banco central. Cara de pau não tem limites mesmo. E o ministério público dormindo.
 
daniel ferrari em 05/08/2013 15:47:17
município pode valer-se do valor depositado como "calção" para pagar-se. CAUÇÃO
 
Wandy Costa em 05/08/2013 15:22:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions