A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Abril de 2018

08/03/2017 14:50

Presidente da Coopertáxi se reúne com vereador que propôs CPI

Encontro a portas fechadas foi marcado por representante de taxistas, segundo parlamentar

Anahi Zurutuza e Lucas Junot
Vereador Vinicius Siqueira, em entrevista nesta terça-feira (Foto: Richelieu de Carlo)Vereador Vinicius Siqueira, em entrevista nesta terça-feira (Foto: Richelieu de Carlo)

O vereador Vinicius Siqueira (DEM) e Flávio Panissa, presidente da Coopertáxi, uma das coorperativas de taxistas de Campo Grande, estão reunidos desde às 13h30 desta quarta-feira (8) a portas fechadas. O encontro acontece um dia da audiência marcada para ouvir representantes dos motoristas profissionais e foi agendado a pedido do representante dos motoristas profissionais, segundo o parlamentar.

“Eu até preferia que a reunião fosse aberta”, garantiu o vereador, dizendo que não quer dar margem para interpretações erradas. Contudo, o presidente da Coopertáxi teria feito questão da privacidade.

Vinicius Siqueira tenta articular a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar as concessões de táxi e mototáxi em Campo Grande. “Nosso principal questionamento é porque tantos alvarás estão nas mãos de poucas pessoas e na lista há muitos sobrenomes que se repetem, podem estar concentrados nas mãos de famílias”, afirmou ontem (7) ao Campo Grande News especificamente sobre o levantamento preliminar que ele fez na lista de alvarás de taxistas.

A ideia de abrir a CPI surgiu em meio à polêmica sobre as restrições impostas aos aplicativos que oferecem “caronas pagas” em Campo Grande, como a Uber.

O parlamentar diz já ter assinaturas suficientes para garantir a abertura da investigação, mas a instalação da comissão foi adiada para depois que todos os interessados no assunto sejam ouvidos pela Câmara Municipal.

Motoristas da Uber tiveram a tribuna livre para opinar na sessão desta terça-feira e taxistas serão ouvidos nesta terça-feira.



boa noite
tenho 45 anos aos 2 anos tive paralizia infantil na perna esquerda,uso uma moleta meu carro tem a embreagem adaptada na mao e a quase 18 anos sou condutor auxiliar de taxi a minha esperanca e que um dia eu possa ter meu proprio alvara e meu proprio carro.
a prefeitura deveria sim liberar mais alvaras ou resolver os problemas que existem na nossa capital pra que pessoas portadoras de nescessidades especiais como eu maus uns 3 queestao ai a anos trabalhando como auxiliar


sem mais
cleovaldo
 
Cleovaldo Goncalves de Oliveira em 08/03/2017 19:28:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions