A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

06/03/2017 17:25

Pelo menos oito vereadores já se manifestaram favoráveis à CPI dos táxi

São necessárias 10 assinaturas para abertura do inquérito. Vinícius Siqueira (DEM) garante já ter as adesões

Lucas Junot
O requerimento para abertura da CPI será apresentado nesta terça-feira (7), durante a sessão ordinária (Foto: Cristiane Reis/Arquivo)O requerimento para abertura da CPI será apresentado nesta terça-feira (7), durante a sessão ordinária (Foto: Cristiane Reis/Arquivo)

Pelo menos oito vereadores já se manifestaram publicamente favoráveis à criação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar irregularidades nas concessões de táxi de Campo Grande. Desde a última quinta-feira (2), quando a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) entregou a lista dos concessionários do serviço na Capital, a Casa de Leis discute a instauração do inquérito.


O vereador que encabeça a denúncia, Vinícius Siqueira (DEM), disse ao Campo Grande News que já tem assinaturas suficientes para a investigação. De acordo com o regimento interno da Casa de Leis, são necessárias pelo menos 10 assinaturas para aprovar a CPI. Contudo, o parlamentar, mas não quis informar quantas assinaturas já tem, apesar de ter sido visto em vários gabinetes durante a tarde de hoje (6).

Ainda na semana passada, quando o assunto veio à tona, Papy (SD), Otávio Trad (PTB), André Salineiro (PSDB), Valdir Gomes (PP), Ayrton Araújo (PT), Odilon Junior (PDT) e Dharleng Campos (PP) se manifestaram favoráveis ao procedimento, além do vereador Vinícius Siqueira (DEM).

Indícios de irregularidades – Reportagem do Campo Grande News apurou que 15,5% dos 490 alvarás da Capital concentram-se na mãos de apenas 10 pessoas. Entre os mais significativos, o empresário Moacir Joaquim de Matos, que morreu em outubro do ano passado, possui 29 alvarás de táxi ainda em seu nome. Ele era dono da maior frota de táxi da cidade e também mantinha uma empresa de locação de veículos. Na lista emitida pela Agetran, as concessões constam como espólio a ser inventariado para a família.


Em seguida, Orocidio de Araujo aparece como detentor de outros 15 alvarás, Francisca Pereira dos Santos com 15, Benevides Juliace Ponce com 14, Elton Pereira de Matos com outros nove e Nelson Kohatsu Eireli com sete. Maria Helena Juliace de Araujo, que tem o mesmo sobrenome de Benevides, também aparece na lista como concessionária de outros nove alvarás.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions