A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Março de 2019

16/11/2018 16:26

Presidente do PRB anuncia expulsão de Pedro Chaves, que aguarda notificação

Wilton Acosta informou que senador, 11 vereadores e lideranças serão expulsos da legenda por “infidelidade partidária”

Humberto Marques
Pedro Chaves se filiou em fevereiro ao PRB e, apontando quebra de acordo, desistiu de disputar a reeleição em chapa de Odilon. (Foto: Jeferson Rudy/Agência Senado)Pedro Chaves se filiou em fevereiro ao PRB e, apontando quebra de acordo, desistiu de disputar a reeleição em chapa de Odilon. (Foto: Jeferson Rudy/Agência Senado)

O presidente regional do PRB, Wilton Acosta, anunciou a expulsão do senador Pedro Chaves, de 11 vereadores e “várias lideranças partidárias” dos quadros da legenda por infidelidade partidária nas eleições deste ano. A decisão ocorre após o insucesso do projeto da agremiação, que neste ano se alinhou com a candidatura de Odilon de Oliveira (PDT) ao governo de Mato Grosso do Sul –derrotado no segundo turno pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que se reelegeu.

Chaves chegou ao PRB em fevereiro deste ano, egresso do PSC. Ele disputaria a reeleição na chapa de Odilon, contudo, alegou quebra de acordo com a indicação de um segundo candidato a senador –pelo Podemos, também alinhado ao pedetista– e, antes do início da campanha em agosto, desistiu de um novo mandato. O fato gerou troca de acusações entre ele e Odilon. Dias depois, o senador anunciou apoio à reeleição de Reinaldo.

Em comunicado reproduzido em redes sociais, Acosta afirmou que a Executiva estadual do PRB aprovou a expulsão de seus quadros de todos os mandatários e lideranças que cometeram “infidelidade partidária” nas eleições, contabilizando 11 vereadores e um senador, além de lideranças. Os nomes não foram detalhados até o momento pelo PRB estadual.

“É preciso combater a prostituição eleitoral e partidária que toma conta do país. Vamos caminhar firmes nesse proposito”, destaca o comunicado.

O dirigente do PRB não foi localizado pelo Campo Grande News para comentar os fatos. Procurada, a assessoria de Pedro Chaves informou aguardar notificação oficial sobre a expulsão antes de se manifestar. Ele já admitia deixar o partido diante da posição da legenda na eleição estadual.

Ex-diretor-presidente da Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul), Acosta deixou o cargo e disputou mandato de deputado federal pelo PRB –ficou como segundo suplente da chapa que reelegeu Dagoberto Nogueira (PDT). Chaves, por sua vez, é cotado para dirigir uma agência estadual de desenvolvimento econômico, ainda sob análise da gestão de Reinaldo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions