A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/12/2013 17:09

Presidentes de subseções da OAB discutem conduta de Júlio Cesar

Zemil Rocha
Júlio Cesar vai ter de se explicar perante presidentes de subseções no dia 5 (Foto: arquivo)Júlio Cesar vai ter de se explicar perante presidentes de subseções no dia 5 (Foto: arquivo)

A maioria dos presidentes das 31 subseções da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Mato Grosso do Sul convocou para a próxima quinta-feira (5), às 8h30, reunião para cobrar explicações do presidente da entidade, Júlio Cesar Souza Rodrigues, sobre as suas tratativas contratuais com o prefeito Alcides Bernal (PP). Júlio Cesar conseguiu brecar uma mobilização de presidentes das subseções, no mês passado, sob a alegação de que o Conselho Federal da OAB tomaria decisão a respeito do tema.

Na reunião do Conselho Federal, ocorrida no dia 26 passado, foi analisar somente a validade da portaria que criou uma comissão interna na OAB-MS para investigar as tratativas contratuais com Bernal. A portaria caiu, mas o Conselho Federal anunciou a abertura de processo ético contra Júlio Cesar.

Um documento pedindo a convocação extraordinária do colégio de presidentes de subseções municipais da OAB-MS já contava com 20 assinaturas, antes da reunião do Conselho Federal, quando Júlio Cesar passou a ligar e enviar e-mails para dissuadir os que tinham assinado. A articulação para convocação de Júlio Cesar tinha sido feita pelos presidentes das subseções de Dourados, Felipe Azuma, e de Três Lagoas, Luiz Henrique Gusmão.

Agora a nova iniciativa partiu de Luiz Gusmão e já conseguiu a adesão de 17 dos 31 presidentes de subseções, número suficiente para a realização da reunião, marcada para a manhã da próxima quinta-feira. A reunião é mais uma derrota política de Júlio Cesar dentro da OAB-MS, que terá que se explicar perante seus pares.

Embora o julgamento ético do presidente de seccional de OAB seja atribuição do Conselho Federal, que já está processando Júlio Cesar, o colégio de presidentes das subseções da entidade pode fazer “recomendações” ao presidente, inclusive no sentido de que renuncie ao cargo.

A relação de Júlio Cesar com o restante da diretoria da OAB-MS continua bastante abalada. Isolado, Júlio pode enfrentar nos próximos dias uma declaração conjunta dos demais dirigentes de “rompimento político oficial”.



Tem que cassar esse Júlio por conduta antiética. na campanha da OAB ele se apresentou como arauto da moralidade, criticou todos os políticos e até os outros 2 grupos que disputavam a OAB (Marco Túlio e Andréa Flores/Alexandre Bastos) dizendo que eles tinham ligações com políticos e desembargadores.. E agora que ele ganhou contrato milionário com Prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, que é investigado pela OAB/MS por ato imoral??? Que isenção terá a OAB para julgar o Bernal??
 
joao carlos em 04/12/2013 08:11:27
A MELHOR OPÇÃO DESSE JÚLIO É RENUNCIAR, QUE GESTÃO PÍFIA ESSA, A OAB SEMPRE FOI UMA GRANDE INSTITUIÇÃO E ESSE ADVOGADO ESTÁ CONSEGUINDO COLOCAR A OAB NA LAMA
 
jorge luiz tosta em 03/12/2013 17:42:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions