A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

10/11/2015 10:35

Preso pela 2ª vez, Amorim faz exame no IMOL e Giroto chega ao Garras

Edivaldo Bitencourt, Antonio Marques e Fernando Antunes
Viatura deixa a sede do IMOL com o empresário João Amorim (Foto: Fernando Antunes)Viatura deixa a sede do IMOL com o empresário João Amorim (Foto: Fernando Antunes)

O ex-secretário executivo do Ministério dos Transportes, ex-secretário estadual de Obras e ex-deputado federal Edson Giroto (PR), chegou, há pouco, à sede do Garras (Delegacia Especializada na Repressão a Roubo, a Sequestro e a Assalto a Banco). Preso pela segunda vez, o empresário João Alberto Krampe Amorim, realizou exame de corpo delito no IMOL (Instituto Médico e Odontologia Legal).

Eles tiveram a prisão temporária decretada pelo juiz Carlos Alberto Garcete a pedido do MPE (Ministério Público Estadual). Junto com mais sete pessoas, segundo o Tribunal de Justiça, eles integram uma organização criminosa para fraudar e desviar recursos públicos. A obra em questão é a MS-228, que recapeada numa extensão de 42 quilômetros.
Além de Giroto, um segundo homem , que foi preso em Rio Negro, presta depoimento ao delegado Fábio Peró, do Garras. Os presos estão distribuídos entre as delegacias da Defurv, Denar e Derf.

O grupo é investigado pela força-tarefa do MPE (Ministério Público Estadual), que apura desvio de dinheiro público na construção de obras de infraestrutura, como pavimentação e revestimento de rodovias.

Giroto foi secretário municipal e estadual de Obras na gestão de André Puccinelli (PMDB). O ex-deputado também é investigado na Operação Lama Asfáltica, da Polícia Federal, que já constatou desvio de R$ 11 milhões de recursos federais.

O outro preso foi o empresário João Amorim. Esta é a segunda vez que o dono da Proteco é preso por determinação da Justiça. Na outra, ele ficou detido 34 horas na Operação Coffee Break, que apura suposta compra de votos de vereadores para cassar o mandato de Alcides Bernal (PP) em 12 de março de 2014.



A casa ta caindo feito um dominó, acho que não foi só eu que percebi, mas tudo começou quando tentaram derrubar o até então prefeito Alcides Bernal (ovelha negra). De lá pra cá a mafia de "vereadores fantoches" e seus manipuladores estão ficando de "calças arriadas". Parabéns o GAECO e PF pela atitude, espero que na hora da sentença, a justiça seja feita e não mascarada como na maioria das vezes, porque agora o povo está acordando e de olhos bem abertos.
 
Tonzinho em 10/11/2015 13:20:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions