A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

01/07/2014 20:32

Projeto de lei pode aumentar pena para crimes de discriminação racial

Alan Diógenes
O objetivo do projeto de lei apresentado por Fábio Trad é deixar a pena mais dura para os crimes de descriminação racial. (Foto: Divulgação)O objetivo do projeto de lei apresentado por Fábio Trad é deixar a pena mais dura para os crimes de descriminação racial. (Foto: Divulgação)

Um projeto de lei que aumenta a pena para quem praticar o crime de homicídio por motivo de ódio racial, está sendo apresentado pelo deputado Fábio Trad (PMDB) na Câmara Federal. A proposta baseada na sugestão da promotora de Justiça de Mato Grosso do Sul, Jaceguara Passos, cria uma sexta qualificadora para o crime de homicídio, passando a existir o inciso VI do Art. 121 do Código Penal, que aumenta a pena quando alguém mata uma pessoa por discriminação de raça, cor, etnia, religião ou nacionalidade.

“Não se concebe, nos dias que correm, que o homicídio praticado por motivação de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional não seja qualificado, redundando numa pena mais grave. Os crimes de ódio, também chamados de crimes motivados pelo preconceito, são crimes cometidos quando o criminoso seleciona intencionalmente a sua vítima em função de esta pertencer a um certo grupo”, destacou Fábio Trad.

A promotora Jaceguara Dantas da Silva Passos, da 67ª Promotoria de Justiça de Direitos Humanos, informou que a idéia de deixa a lei mais dura para estes casos, surgiu após o homicídio de dois jovens negros em Campo Grande. Anderson da Silva Farias, morreu em 2007, e Izaias da Silva Farias, no dia 14 de abril deste ano.

Para a promotora, a iniciativa do deputado federal Fábio Trad “é o reconhecimento da importância dos direitos humanos e do papel que cabe ao legislador, de ascultar os anseios da sociedade”.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



Mais uma lei. Temos leis demais. Se o nosso nobre deputado criasse leis para educar nossas crianças contra a discriminação nas escolas, seria mais útil. As pessoas de hoje já foram educadas assim, esta no sangue, não adianta. Quem aprende o B,A,BA nas escolas nunca mais vão esquecer...
 
Samuel Gomes em 01/07/2014 21:20:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions