A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

29/08/2019 08:51

Projeto prevê multa de até R$ 28 mil para quem iniciar queimadas

Intenção é tornar as punições mais severas para tentar coibir este crime ambiental no Estado

Leonardo Rocha
Queimada às margem da BR-262, na saída para Terenos (Foto: Aletheya Alves)Queimada às margem da BR-262, na saída para Terenos (Foto: Aletheya Alves)

O projeto apresentado na Assembleia prevê multa de até R$ 28,7 mil para quem iniciar e provocar queimadas no Mato Grosso do Sul. A intenção é agravar as punições administrativas sobre esta prática criminosa, para que seja coibida tanto na área rural, como urbana.

“Existem muitas reclamações chegando de queimadas feitas dentro das cidades, no perímetro urbano e nem tanto na zona rural. Além da questão ambiental, também tem os problemas de saúde que são provocados por esta situação”, disse o autor, o deputado Marçal Filho (PSDB).

A proposta modifica uma lei estadual que já trata sobre queimadas, mas segundo autor, estabelece punições mais severas sobre a prática, como a cobrança de multa de acordo com a gravidade desta ação. O valor máximo cobrado será de mil uferms (R$ 28.770,00), quando já reincidência no crime praticado.

“Acredito que a parte educacional e de conscientização precisa andar ao lado da disciplina, pois quando mexe no bolso das pessoas tem outros resultados”, defendeu. A matéria trata apenas de punição administrativa, sem citar a questão penal, que segundo o deputado, fica para Justiça definir.

Discussão – Também foi apresentada pelo mesmo parlamentar a criação de uma campanha chamada “Agosto Cinza”, que vai possibilitar que neste período do ano sejam realizadas palestras, ações, atividades de conscientização contra as queimadas, assim como políticas para evitar o crescimento destes focos no Estado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions