ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Política

Propaganda eleitoral começa dia 9, com Marquinhos recordista em tempo na TV

Atual prefeito conseguiu coligação com 10 partidos. Equipe espera ter 3 minutos de programa

Por Leonardo Rocha | 30/09/2020 10:08
Prefeito Marquinhos Trad (PSD), durante convenção do PSD (Foto: Divulgação - PSD)
Prefeito Marquinhos Trad (PSD), durante convenção do PSD (Foto: Divulgação - PSD)

A propaganda eleitoral no rádio e televisão vai começar no dia 9 de outubro e segue até 12 de novembro. Em Campo Grande o prefeito Marquinhos Trad (PSD), candidato à reeleição,  terá mais tempo disponível que os outros 13 concorrentes, já que montou uma coligação com 10 partidos.

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS) já marcou para o dia 2 de outubro, a partir das 13h30, a primeira reunião com os partidos e candidatos, para discutir como vai funcionar a propaganda eleitoral neste ano. Já apresentando as regras de transmissão e como irá funcionar a divisão de tempo, assim como dias disponíveis.

A equipe de campanha de Marquinhos espera que o candidato tenha um pouco mais de 3 minutos de programa, dos 10 (minutos) disponíveis para candidatos a prefeito. “Isto significa um terço do tempo. É uma vantagem que vamos usar para apresentar as propostas e os trabalho realizado nos quatro anos”, disse o presidente municipal do PSD, Antônio Lacerda.

Ele ponderou que além do programa eleitoral (rádio e TV), esta divisão terá a mesma regra para as propagandas ao longo do dia, as chamadas “inserções”, que ajuda o candidato a apresentar uma proposta ou mensagem ao eleitor.

Faz parte da coligação de Marquinhos: Patriotas , PSD, PC do B, PSDB, PTB , REDE, PSB, Cidadania, Republicanos e DEM. “Deste grupo de aliados, temos que escolher seis partidos para formar nosso tempo de televisão e rádio”, explicou Lacerda.

Entrada da sede do TRE-MS, em Campo Grande (Foto: Arquivo)
Entrada da sede do TRE-MS, em Campo Grande (Foto: Arquivo)

Divisão – De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 90% do tempo de programa é distribuído de forma proporcional ao número de representantes dos partidos na Câmara Federal e os outros 10% divididos de forma igual entre todas as legendas.

Para eleição deste ano foi dividido o tempo em 60% aos candidatos a prefeito e 40% para os postulantes ao cargo de vereador. Alguns partidos não terão tempo disponível por não atingir a cláusula de barreira, são eles: PMN, PTC, DC, Rede, PCB, PCO, PMB, PRTB, PSTU e UP.

Maiores bancadas -  Responsável por 90% da divisão do tempo, a maior bancada da Câmara Federal é do PT, com 54 deputados, seguido por PSL (52), PP (38), PSD (35), MDB (34), PL (33), PSB (32), Republicanos (30), Democratas (29) e PSDB (29). Com base nestes dados, o TRE-MS vai fazer o cálculo para definir qual o tempo de cada candidato na eleição deste ano.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário