A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/05/2012 09:37

PSDB ainda tem dúvida sobre candidatura em Campo Grande

Wendell Reis
Azambuja diz que se não tiver apoio do partido, não será candidato (Foto: Wendell Reis)Azambuja diz que se não tiver apoio do partido, não será candidato (Foto: Wendell Reis)

O pré-candidato do PSDB a prefeitura de Campo Grande, deputado federal Reinaldo Azambuja, afirma que não é “candidato de si próprio” e coloca o seu destino nas mãos do partido. A entrevista dada ao Campo Grande News sinaliza uma indefinição quanto à candidatura do PSDB para a sucessão do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB). As declarações dos vereadores seguem o mesmo caminho, mas, cautelosos, deixam a decisão final para o pré-candidato tucano.

O vereador João Rocha, por exemplo, condiciona a decisão “final” a uma reunião entre os pré-candidatos do partido. Segundo ele, na ocasião, Azambuja deve apresentar a viabilidade ou não da candidatura. “Claro que terá uma reunião. Já é um entendimento. Chegar, fazer a reunião com vereadores e pré-candidatos a vereador para as coisas ficarem claras e mostrar a estrutura para candidatura. Não estamos para participar e sim para disputar”.

João Rocha detalha que o partido está buscando estrutura para a campanha. Entre os pontos a serem analisados para uma candidatura está a possibilidade de eleição de um maior número de vereadores e um tempo razoável na propaganda eleitoral, o que depende de alianças.

O vereador Cristóvão Silveira (PSDB) explica que o partido estuda coligações. Todavia, tal como os demais, afirma que a palavra final é do deputado Azambuja. “Todo o encaminhamento está nas mãos de Reinaldo Azambuja. Ele vai decidir o que o partido vai fazer ou não. Qualquer assunto de coligação ou não, candidatura própria. O partido pode ter um posicionamento agora e não sei amanhã... ou se já tem. É com o Reinaldo. Ele fala tudo. Em Campo Grande e no Mato Grosso do Sul. O Reinaldo sabe e se eventualmente achar outro caminho, ele vai falar. Ou vai parecer que eu quero que ele não saia ou coisa assim”.

Reinaldo Azambuja afirma que a candidatura própria surgiu da vontade do partido. Ele diz estar contente com isso. O deputado diz respeitar posições divergentes e afirma que a candidatura está sendo conduzida pelo ex-secretário municipal de Esporte e presidente do PSDB em Campo Grande, Carlos Alberto de Assis.

“Se não tiver apoio do meu partido, não tem porque ter candidato. Mas, sinto que o partido quer. No momento que eu sentir que o partido não quer, para que eu seria. Mas, não vi ninguém do partido dizer para mim não ser. Alguém que não concorda tem que se manifestar. Quem sempre cobrou candidatura foi o partido. O partido pediu isso e coloquei o nome a disposição”.

Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


Podem crer em uma coisa.
Caso o partido volte atrás, dê adeus a quaisquer voô solo futuro. Quaisquer.
Melhor será os atuais membros sairem do partido e pronto.
Acabou-se
 
Madalena Arre Pendid em 17/05/2012 10:51:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions