A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/07/2012 11:38

PT descarta racha e reforça aposta em Vander no segundo turno

Fabiano Arruda e Paula Vitorino
Lançamento da campanha neste domingo. (Foto: Simão Nogueira)Lançamento da campanha neste domingo. (Foto: Simão Nogueira)

O PT negou qualquer racha interno, gerado pelas divergências recentes entre governador Zeca do PT e o senador Delcídio do Amaral, garantiu união em torno da candidatura de Vander Loubet (PT) à Prefeitura de Campo Grande, além de reafirmar a confiança que o deputado federal estará no segundo turno.

Com direito a fogos e trio elétrico, esse é o clima do lançamento da campanha de Loubet, que tem como vice o deputado estadual Cabo Almi, nesta manhã, na sede da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), na Capital, que conta com a presença do presidente nacional da legenda, Rui Falcão.

Para o dirigente petista, a maior prova que não há divisão é que Delcídio e Zeca estão juntos no lançamento da campanha de Vander, bem como estiveram ontem no evento que lançou a candidatura de Paulo Duarte à Prefeitura de Corumbá.

Já Delcídio minimizou as rusgas e afirmou que o confronto de ideais é natural. “A gente não esconde os nossos impasses como acontece em outros partidos. Nossa diferença é esta. Estamos juntos e a diferença de opiniões faz a força do PT”, disse o senador.

A mesma linha foi seguida por Zeca. “Fomos e voltamos juntos para Corumbá. Não tem briga, mas conversas políticas. Estamos unidos pelo partido”.

Segundo turno - Vander se definiu confiante e que, agora, “é partir para a briga”. Segundo ele, a população tem dado apoio à candidatura nas caminhadas e reuniões realizadas até hoje.

Delcídio destacou a pulverização de concorrentes em Campo Grande, o que, segundo ele, favorece o PT a chegar ao segundo turno e é um dos motivos para o partido ter lançado chapa pura. “Historicamente o partido não faz menos de 20% (dos votos)”, analisou.

Campanha - O senador ainda comemorou o quadro atual do PT na disputa às prefeituras do Estado. Segundo ele são 25 candidatos.

Nacionalmente, Rui Falcão enumerou 600 chapas puras e mais de duas mil coligadas. “O PT continua sendo um partido agregador. Aqui (MS) a maioria é de coligações, apenas cinco são puras”, frisou.

Falcão afirmou também que a cúpula nacional articula a agenda de campanha para que ministros do partido visitem Campo Grande, bem como a presença de Lula. No entanto, a vinda do ex-presidente depende de sua situação de saúde. Em relação a Dilma Rousseff, ele revelou que a participação da presidente nas eleições em todo País só será definida a partir do mês de setembro.



Infelizmente PT essa candidatura começou morta.

Mas bola pra frente e vamos de Bernal desta vez.
 
Antonio Marques em 22/07/2012 12:41:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions