A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

01/01/2011 12:32

André ataca governo federal e não vai à posse de Dilma

Fernanda França
Durante entrevista à imprensa, Puccinelli atacou o ministro do Trabalho, Carlos Luppi (Foto: João garrigó).Durante entrevista à imprensa, Puccinelli atacou o ministro do Trabalho, Carlos Luppi (Foto: João garrigó).

O governador André Puccinelli (PMDB) avisou hoje que não vai à posse da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), que acontece hoje à tarde em Brasília. Durante discurso no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, ocasião em que os secretários de Estado foram empossados, ele também atacou o governo federal, mais especificamente o ministro do Trabalho, Carlos Luppi.

Puccinelli foi irônico ao agradecer à União pelos recursos repassados para investimentos no Estado, lembrando que Mato Grosso do Sul é o último ente federativo na lista de repasses voluntários.

Mesmo assim, desejou que Dilma faça um bom governo e que não permita a implantação do terror no Brasil.

“Mesmo que fosse meu Serra (José), eu não iria à posse, mas desejo que Deus a ilumine e dê sabedoria, porque não podemos ter terror no nosso País”, alfinetou.

Puccinelli destacou que nunca omitiu a participação do governo federal nos investimentos feitos no Estado. Mesmo assim, fez questão de frisar que o maior feito de sua administração, que é o programa “MS Forte”, tem 80% de recursos próprios.

O governador também fez duras críticas ao ministro do Trabalho, Carlos Luppi, destacando que tentou falar com o pedetista por três vezes, mas que ele não se dignou nem a atender aos telefonemas.

Questionado sobre o que falaria nestas audiências, que não aconteceram, Puccinelli disse que nem se lembra mais, porque “esqueceu o Ministério do Trabalho”.

“Em italiano, Luppi, todo final i é sinônimo de Luppo, é uma alcatéia. Nas três vezes que nos direcionamos ao ministro, ele sequer nos atendeu, nem retornou as ligações. Para parametrizar, a estatura dos homens se faz pelas suas realizações e ações”, disparou.

Sobre a possibilidade da retaliação ter acontecido pelo fato do PDT ser seu inimigo político no Estado, Puccinelli disse que não sabe “e nem quer saber”.

Boa relação

Sobre a relação com Dilma Rousseff, após ter sido o único governador do PMDB a não apoiá-la nas eleições, Puccinelli disse esperar um tratamento igualitário e suprapartidário.

“Vamos dizer que aqui tem brasileiros, sul-mato-grossenses, que requerem um olhar diferenciado, que possamos passar do 27º lugar em repasses voluntários para 24º, 25º, quem sabe ao 15º lugar”, afirmou.

O governador disse esperar que Dilma não faça retaliações devido ao fato de ter apoiado José Serra nas últimas eleições.

“Se ela for magistrada, não fará isso, se houver mesquinharia, como houve no ministério do Trabalho, sim”, alfinetou.

Ainda sobre Dilma, Puccinelli disse que pedirá assim que possível uma audiência para falar das questões relativas ao Estado.

“A Dilma é uma excelente técnica, tenho a impressão de que fará um bom governo, no que depender de nós terá o apoio, e da mesma forma como eu conduzo com os petistas do Estado, atendendo a todos, ela, tenho certeza, atenderá todos os brasileiros sul-mato-grossenses”, espetou.



Que bom governador, que nao foi a posse da DiLMA, só faltam 4 anos , como governador, o Delcido vem ai, ai sim o nosso estado vai ser bem representado la em brasilia.
 
Maurilio Nicomedes em 04/01/2011 06:25:15
È lamentavel ouvir de um governador tal coisa,todo estado precisa da ajuda do governo federal,não existe estado que possa ter uma independência!
Agindo assim será ruim só para população!
Que Lastima!
 
Any Santos em 03/01/2011 09:42:18
É isso mesmo Sr. Governador!!! Cada vez menos na política se encontram pessoas de coragem e que agem conforme suas convicções e que NÃO são embalados pela conveniência das ondas. Sobre os 'repasses de recursos', esperamos TODOS (inclusive os que, como eu, votaram no SERRA) NÃO sermos discriminados pela nossa opção DEMOCRÁTICA. Caso a presidenta siga a vertente da MESQUINHARIA e opte por retaliar o MS, talvez não seja apenas pela oposição do nosso governador, mas pelo seu péssimo desempenho nas urnas aqui no nosso Estado, como de resto, em praticamente todo do centro-sul do país, onde não se tem tantos dependentes da Bolsa-esmola lulista. Mais uma vez, PARABÉNS governador André!!!
 
Arthur Donavann em 02/01/2011 12:48:03
Terror? Questiono se o governo de André Puccinelli foi um governo que não implantou o terror? Onde estamos? Sem dúvida o terror nos cerca há mais de quatro anos em Mato Grosso do Sul.
Quanta hipocrisia... Até quando?
 
Mariscleide Jovinsnka de Souza em 02/01/2011 12:31:45
É isso aí ANDRÈ, fica na sua, deixa essa turma prá lá, você tem administrado nosso estado muito bem, mesmo sem os recursos que por LEI o governo federal tinha que devolver aos cofres do estado já que é parte dos nossos impostos, mas falando em posse da DILMA, alguém víu falar em ZECA DO PT por lá???
 
Antonio Mazeica em 02/01/2011 11:11:40
Correto sr. Governador, acho que não deve haver terrorismo mesmo, nem lá e nem cá.
Quanto a posse da Dilma, ficaria mesmo engraçado o senhor lá depois de tudo que falou durante sua campanha. Acorda sr. André, política se faz com acordos e bom relacionamento e não com caprichos e arrogância. Lembre-se que um eleito pelo povo deve governar para o povo e não pra si.
Como sul-mato-grossense, espero que o sr. não se esqueça desse povo que o elegeu e começe a investir desde ontem na saúde, segurança e educação( ancora de sua campanha).
Ah, e não se esqueça de investir também nos seus funcionários que são seus colaboradores e que fazem a história desse estado.
 
José A. Neto em 02/01/2011 09:06:17
É lamentável ainda ouvirmos do governador seus discursos demagógicos. O governo de MS não só precisará do governo federal como terá que compor com seus aliados do PMDB. Sorte de Nelsinho que ponderou pela conjuntura politica atual e tomou sua posição em apoiar a candidata, agora Presidente, Dilma. O governador ainda terá que se "recompor" e ficar bem calminho para "conquistar" seus aliados na Assembléia. Achar que não depende de ninguém é explicitar um carater autoritário e centralizador que numa democracia não são virtudes e acabam gerando um governo de poucos para poucos.
 
Liviane Mascarenhas Duarte em 02/01/2011 06:51:25
Não votei em Dilma e nem em Zeca (é a primeira vez que não voto nele), pois achei na figura do André uma motivação para voltar a acreditar na política de MS. Todods podem ser contra ele como fui durante muitos anos. Embora nunca votei em Lula acho que muitas coisas positivas aconteceram em seus mandatos com exceção de Palocci e Zé Dirceu que nunca sairam de lá, mais posso mudar de opinião quem sabe em ralação a Dilma embora sua campanha não me convenceu, mas o que manda é a equipe econômica e seus acessores que ao contrário do que o Lula dizia são bem formados e tem curso superior.
 
Fábio Nogueira em 01/01/2011 11:48:46
Muito bem governador, já temos gastos demais com as turnês de LuLa e chega de cerimônias e cerimoniais ociososos.
 
Fernando A Fernandes em 01/01/2011 11:11:40
É lamentável que tudo isso aconteça, mas á política brasileira é muito dinâmica e amanhã com certeza o governador do Mato Grosso do Sul estará em Brasília abraçando o ministro do trabalho Carlos Lupi. Só que o estado não pode sofrer com a falta de recursos. O que falta ao Governador é o famoso jogo de cintura. É muito turrão. Sua ausencia na posse da Dilma será "muito sentida" com certeza.
 
carlos araujo em 01/01/2011 11:00:32
Já dizia o velho filósofo Tantan: "quem muito fala da bom dia a cavalo". A calma e a sobriedade são remédio infalivéis prá quem está com transtornos de superhomem falido. Sugiro ao candidato a caudilho e descobridor do pantanal, que pensa que inventou a pólvora só para apagar incendio provocados pela sua intemperança, que não provoque a velha alma destemida que protege os calados e opressos. Quando ela vinga até deputado aliado delata sem querer e joga a farofa no ventilador.
 
Tito Lívio em 01/01/2011 10:43:05
Primeiramente, em boca fechada não entra mosquito e o sr. governador deveira ter feito isso.
Na minha ignorância política, gostaria de saber como é que um governante estadual quer "ajuda" de um governante federal, quando seu apoio é para o adversário dele e sua bancada no congresso só vota contra todos os projetos que o governante federal colocou, alguém pode me explicar?????

Será que seria explicável, como um povo que votou no governador e por consequência votou no candidato que ele apoiava, quer que seu adversário de atenção e benefícios, quando existem muitos outros que estão na frente por ter dado o apoio.

Finalizando , QUEM PLANTA COLHE................quem sabe quando aprenderem a votar, saiam do ultimo lugar, pois se estamos votando em políticos, nós eleitores também temos que ser políticos.
 
Nilton Cavasini em 01/01/2011 10:08:28
O senhor de fato não foi sentido por lá, não fez falta, mas seus comentários e postura ditatorial sempre são ouvidos e muita gente lamenta por isso. Que pena! Não sabemos votar! É nisso que dá.
 
Oldemar Cabanhe em 01/01/2011 08:34:03
VIVA DILMA.... VIVA DILMA...

 
LINCOLN CEZAR MELO GODOENG COSTA em 01/01/2011 08:26:28
1 verde branco 1 verde amarelo - 1 primeiro dia do ano de posse - Dil e Cássia carmim BR

Eu estava assistindo a posse da mulher Dilma presidente do Brasil. Transmitiu-me certezas em seu belo discurso. Foi bem taxativa em vários temas o que me causou conforto até mesmo auditivo. Não a vi chorando quando se lembrou de amigos, como informa alguns, quando os buscou na memória os chamou de atuais "parceiros fantasmas". E quase não a vi cínica em nenhum momento. Recebeu a faixa presidencial, e logo antes negou afagos másculos e informais de Lula - Lula e Mariza que esbanjavam dignidade. Achei forçado os comentaristas quando disseram de Hugo Chaves (que às vezes tenho certeza que aqui no MS é o Pedro e Huguinho) logo atrás de Hilary Clinton e que assim é que acontece a política internacional...Será?? internacional??

E a geração Dilma como será? Alguém me assopra que talvez seja, como a emoção no submundo do crime e tráfico de drogas + presídios, a substituição de Beira Mar por Sandra Sapatão. É existe esta lente pra olhar.

Quanto a mim, e mesmo sem drogas, eu ainda desejo os homens. Será que a indução da mídia brasileira é pra desistir disto - hã, o que? a crise pior será na copa 2016? Não creio que Dilma torça por isto, por mais que sejam estas as suas fantasias sexuais. Afinal Brasília, como será ter uma mulher potente sem ser Cássia Eller? Que cara será esta?

Enfim, parece que Dilma assume a Presidência com gosto e eu acho que ela tem talento para este fim. Que continue assim.

SB
 
sonia bacha sb em 01/01/2011 08:02:17
Mato Grosso do Sul não merece o governo que tem. Que seu povo, no futuro, aprenda a escolher melhor!
 
Eduardo Figueiredo em 01/01/2011 07:44:00
Durante a campanha eleitoral, diversas vezes vimos gente do PMDB justificar o não apoio à Dilma dizendo que, se Campo Grande recebe e recebeu enormes recursos federais - devidamente reconhecido pelo prefeito Nelson Trad Filho, diga -se de passagem -, foi por competencia da cidade em elaborar bons projetos, e pelo visto, devemos concordar.
Agora, a pergunta a ser feita é a seguinte: se MS é o último Estado da Federação a receber recursos de Brasilia, então podemos dizer que é por incompetência em fazer projetos do governo André Puccinelli?
Thatiana Melo, Campo Grande MS
 
thatiana Vicente de Melo Zanetti em 01/01/2011 07:12:26
O governador vai experimentar o que é ser ignorado, assim como ele faz com alguns municipios da oposição na hora de repasses. O povo tem o governo que merece...
 
Aline Moura em 01/01/2011 07:05:31
parabéns governador , avisa a turma aí , para choramingar na cama que é mais quentinho.
 
marcos araujo em 01/01/2011 07:04:00
Podem falar o que quiserem, mas o governador está sendo coerente com o seu posicionamento antes e depois das eleições. Acho louvável que ele seja oposição e externe isso. O que falta no nosso país é justamente uma oposição corajosa e autêntica.Chega de conchavos políticos em nome da " governabilidade" do Estado!
Parabéns governador!
 
Valéria Brito em 01/01/2011 07:00:11
Espero que esse tal governador se faça menos turrão, governe sem rixa tipo: "quem for homem cospe aqui". Governe para o povo e pelo o povo sul-mato-grossense, e não esqueça dos seus funcionários públicos, principalmente dos PMs e professores, que ao contrário do que ele disse não são vagabundos, são cidadãos de bem, filhos desta querida terra.
 
Pedro Gomes em 01/01/2011 06:43:08
Governador parabens pela postura ética e firme de não ficar pedindo igual alguns petista que ficam abanando o rabo e se labendo pra pedir emprego e boquinha pra si mesmo en nome do povo bando de ladroes que assolarn nosso estado e fica com raiva de quem os peita e não faz conchavo com eles ta certo governador a dilma e minha e sua e nossa presidenta portanto tem que nos tratar igual a todos e mandar recurso porque aqui agora tem projeto de desenvolvimento e os recursos são aplicados corretamente e não fica na mão de quem sabe administrar exija e não peça, agora dourados vai ter um prefeito que merece e sair do ostracismo a que ficou nos ultimos 10 anos com nosso vice governador murilo o proximo prefeito.
 
Rui Martins em 01/01/2011 05:55:36
ESTAS DECLARAÇÕES MOSTRA QUE REALMENTE NOSSO ESTA É GOVERNADOR E DIRIGIDO POR CORONEIS. LAMENTÁVEL ESSAS DECLARAÇÕES DO GOVENADOR QUE RECEBEU VOTO DO POVO DE MS, POVO ESSE QUE O ACOLHEU QUANDO VENHO DO ESTADO DO PARANÁ ONDE NÃO TEVE OPORTUNIDADE DE TRABALHO, ISSO MOSTRA QUEM É ANDRÉ PUCINELLI TENHO PRESENTIMENTOS QUE TEREMOS DECEPÇÕES NESTE MANDATO DE ANDRÉ PUCINELLI.
NOS DE MS TEMOS QUE TOMAR VERGONHA NA CARA E LANÇAR CANDIDATOS E ELEGER GENTE DA NOSSA TERRA, QUE CONHE E AMA ESSE ESTADO, E TRAZER DEVOLTA NOSSA CULTURA NOSSO FUTEBOL E PRINCIPALMENTE NOSSA DIGNIDADE DE POVO SULMATOGROSSENSE.
 
JORGE TERRA em 01/01/2011 05:44:56
PARABENIZO O GOVERNADOR PELA POSSE, E QUE TENHA MAIS QUATRO ANOS DE PROTEÇÃO DO GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO, PARA CONTINUAR CONDUZINDXO O MATO GROSSO DO SUL PARA O DESENVOLVIMENTO.

O QUE A CLASSE D TÉCNICOS E CONSULTORES AMBIENTAIS PLEITEIASM MAIS UMA VEZ E O REMANEJAMENTO DE PESSOAL E "O PROMETIDO CHOQUE DE GESTÃO" NO IMASUL, QUE TALAVEZ SEJA O PIOR ORGÃO GOVERNAMENTAL DO ESTADO, E QUE POR FALTA DE GERENCIAS VEM ATRAVANCANDO O CRESCIMENTO ECONÔMICO DE MATO GROSSO DO SUL, NÂO FAZENDO JUS AOS ESFORÇOS DOS MUNICÍPIOS QUE FAZEM INTENSO TRABALHO DE CAPTAÇÃO DE INDÚSTRIAS PARA SEREM INSTALADAS NO ESTADO.
 
hellernogueira em 01/01/2011 05:24:00
Parabéns governador... suas criticas vão ao encontro do que o senhor pretende e tem feito pelo nosso Estado... enfia-lo no buraco. Sua falta, eu tenho certeza, não foi nem notada em Brasilia.
 
Thiago André Cunha Miranda em 01/01/2011 05:23:00
Governador: A Dilma deve ter ficado muiiiiiiiiiiiiiitisso magoada com sua ausência...
 
Keila Carvalho em 01/01/2011 05:21:00
O governador é um representante do povo que mora no estado.É uma pessoa pública, não governa para si mesmo, não visa seus interesses próprios. Suas opiniões pessoais, mesquinhas , autoritarias, não nos interessa. Somos brasileiros antes de sermos sulmatogrossenses. Temos um presidente antes de termos um governador. Esse homem, é pago pra defender nossos interesses,e tem que deixar "a raivinha e o beicinho" de lado e ir de chapéu na mão, e muuuuuita humildade ( que é o que lhe falta ! ), pedir a benção da presidente sim senhor !!!!!
 
marcia roberta em 01/01/2011 05:20:27
A coeerencia entre as palavras e atitudes mostra o carater do ser humano, parabenizo por esta atitude. Pois o Sr. Lula e Dna dilma sao so propaganda!!!!!!
 
vanderlei da silveira pinto em 01/01/2011 05:18:57
É ISSO AI.... NÃO PODERÍAMOS ESPERAR NADA MELHOR DE UM GOVERNADOR QUE CHAMA PROFESSOR DE VAGABUNDO E QUE DESEJA ESTUPRAR MINISTROS EM PRAÇAS PÚBLICAS.
 
RONALDO RODRIGUES MOISES em 01/01/2011 05:18:00
toda esta arrogância só prejudica ainda mais nosso estado.
 
lucelia santos oliveira em 01/01/2011 05:13:00
O país é conduzido por loucos e corruptos. Uma presidente se segunda linha, fabricada com a máquina do bolsa esmola e do bolsa quadrilha.Um presidente equerdista de segunda categoria que defende assassino italiano da cadeia por ser de esquerda. O andré é italiano e merece respeito, não roubou 138 milhões de reais de MS e tem orgulho de nossa terra.
 
Julio Tibery em 01/01/2011 05:12:00
É Governador eu acho q vc teria de falar menos e agir,mais e parar com essa arrogancia sua,lembre-se q vc só tem mais 04(quatro)anos vê se faz alguma coisa pro Estado
 
jose carlos moraes em 01/01/2011 04:53:31
Levando em consideração o histórico de ""Nosso Governador"" espero que ele não se esqueça de suas declaracões feitas hoje 01 01 2011, até mesmo porque o nosso Estado faz parte da República Federativa do Brasil.
 
Olin Delmar Ferreira Caminha em 01/01/2011 04:51:00
RSRSR.TENHO CERTEZA QUE NINGUÉM SENTIU FALTA DE PUCCINELLI LÁ NO PLANALTO, ATÉ PQ ELE NÃO IA PODER FAZER ND MESMO,,,,,,,,, É A DILMA NO PODER, OU MELHOR TEMOS UMA MULHER NO PODER!!!!!!! AGORA É TORCER PRÁ QUE O BRASIL SEJA CADA VEZ MAIOR E MELHOR...
 
LUCIVANIA LOMARQUES em 01/01/2011 04:48:49
muito digno a atitude do governador... ele acha que estas atitudes ditadóricas irão ajudar o "povo" sul-matogrossensse... um ato próprio de um governador retrógrado.
quem paga o pato é o povo.
 
Anailton Batista - Iguatemi em 01/01/2011 04:45:15
Após passar a disputa eleitoral e sermos eleitos independente do cargo que eleitos passamos a ser administradores ou represnetantes de todos. Acredito que nem Dilma nem ninguem va fazer alguma diferença a esse ou aquele se assim o fizer é antidemocrático. A democracia deve ser plena, pela metade é para inconsequnete, despreparado e analfabeto democrático. Lembarm dos militares tem gente que critica muito mas através deles redemocratizaram o Brasil e os que eram seus adversários politicos nunca foram impedidos de se candidatarem ou disputarem eleições ! vejam o caso da própria Dilma do próprio Serra. Então Juizo pessoal nossas gerações precisam de bom exemplos e não de disputas mesquinhas. E VIVA A DEMOCRACIA.
 
Expedito Tonet em 01/01/2011 04:19:09
Corretíssimo o posicionamento do Governador André, inclusive lembrando do "terrorismo" que não deve existir no Brasil.
 
Jôni Coutinho em 01/01/2011 03:07:15
Muito bom Sr. Governador, demonstrou equilíbrio e ética, não indo pedir "benção", espero que todos os cidadãos de MS o apoiem e mostrem que MS é forte e não se curva a mesquinharia como uns e outros o fazem somente para estar "bem na fita" (vice-prefeitura de Dourados). Parabéns pela atitude.
 
Luis Alberto Sandim em 01/01/2011 02:52:34
É! o nosso Estado é o todo "soberano"...não precisamos do governo federal !!! continue assim que realmente seremos "esquecidos"....
 
laercio souza em 01/01/2011 02:35:00
Ai governador, pode acreditar que sua falta não foi sentida por lá...
 
RAUL ZAMPIERI DE MATOS em 01/01/2011 02:02:25
Corretissima a atitude de Nosso governador, se ele não apoiou e sempre se demonstrou contra a candidatura da Presidenta Dilma, porque agora fingir de bonzinho com ela e fazer de conta que isso não é nada. Do outro lado tem que para de pedir misericordia, uma vez que se fosse ao contrário ela sabe o que receberia dele, portanto o que vier será por merecimento, infelismente o povo que ajudou a criar essa situação estava ciente, não pensou politicamente e sim pessoalmente. Quem não tem ética partidária para respeitar seus próprios companheiros de partido não deveria ficar cobrando ética para si de outros partidos.
 
Maccelly Castro em 01/01/2011 01:40:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions