A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

28/03/2018 12:18

Reajuste dos servidores deve ser votado em definitivo semana que vem

Representantes das categorias querem renegociar o percentual do reajuste com o governo

Danielle Valentim e Leonardo Rocha
Deputados Junior Mochi e Rinaldo Modesto, durante sessão na Assembleia (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados Junior Mochi e Rinaldo Modesto, durante sessão na Assembleia (Foto: Assessoria/ALMS)

O Projeto de Lei que reajusta o salário dos servidores estaduais em 3,04% aprovado na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (28), durante a primeira votação, deve ter mais discussão. A intenção do Governo Estadual é aprovar em definitivo o percentual na semana que vem, quando ocorre a segunda votação. Por outro lado, há quem esteja nada satisfeito. 

O líder do Governo, deputado Rinaldo Modesto (PSDB), justificou que o percentual trata da revisão da inflação do ano anterior, que foi inclusive medida pelo IPCA/IBGE, disse também que o governo conversou com os servidores por meio do Fórum Dialoga. “Os servidores sempre vão buscar algo a mais, aumentar o valor que foi estipulado”, disse.

Rinaldo ressaltou que o número apresentado se enquadra na responsabilidade fiscal e financeira, que o governo tem feito desde o início de seu mandato. “A intenção é votar em definitivo na semana que vem”, garantiu.

Já o deputado Pedro Kemp (PT), disse que o percentual se trata de “frustração” para os servidores. “Os trabalhadores entendem que contando os últimos quatro anos, não houve a devida reposição salarial”.

Kemp lembrou que algumas categorias estão procurando a bancada da oposição para discutir o reajuste e que cabe ao governo abrir nova rodada de negociação. “As categorias devem se mobilizar na semana que vem, antes que o projeto passe por segunda votação”.

Fabiano Reis, coordenador do Fórum dos Servidores, confirmou ao Campo Grande News, que hoje, quarta-feira (28), haverá uma reunião entre os servidores, para decidir sobre o uso da Tribuna da AL na semana que vem. Os trabalhadores também devem organizar mobilização para tentar uma nova negociação com o governo para mudança do percentual.

“3,04% não valoriza os servidores. Caso aprovado o reajuste, os servidores terão perdas salariais. A intenção é reverter", finalizou o sindicalista.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions