A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

21/02/2014 23:12

Receita Federal receberá este ano 27 milhões de declarações

Daniel Lima - Repórter da Agência Brasil

A Receita Federal espera receber em 2014 aproximadamente 27 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IPRF). No ano passado, a Receita recebeu 26 milhões. Hoje, o Diário Oficial da União publicou instrução normativa que estabelece as regras para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014, que começa no dia 6 de março. O prazo final será o dia 30 de abril de 2014.

Este ano, as deduções subiram de R$ 1.974,72 para R$ 2.063,64 por dependente. Os gastos com instrução de R$ 3.091,35 para R$ 3.230,46. A contribuição com a Previdência Complementar foi mantida em 12% do rendimento bruto. As despesas médicas continuaram sem limite dentro das regras do Imposto de Renda. A dedução com o empregado doméstico passou de R$ 985,96 para R$ 1.078,08. As doações, como as realizadas com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), ficaram em 6%.

Deve declarar, entre outros, quem recebeu rendimentos tributáveis superior a R$ 25.661,00, em 2013, além daqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil, em 2013.

A declaração do IRPF 2014 é obrigatória ainda para quem obteve, em qualquer mês de 2013, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. Também declaram quem adquiriu posse ou propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil. A declaração deve ser preenchida ainda pelos que passaram à condição de residente no Brasil, em qualquer mês do ano passado, e que estavam nesta condição em 31 de dezembro de 2013.

Este ano, uma das novidade é a declaração de ajuste anual previamente preenchida, como havia antecipado em 2011 a Agência Brasil. As regras estão na instrução normativa publicada hoje no Diário Oficial da União, que trata da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2014.

O incentivo à utilização de programas para smartphones e tablets também é outra novidade: houve a apresentação de 7 milhões de pessoas que usaram este recurso no ano passado. Para 2014, o Secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, disse que 90% dos contribuintes podem fazer a declaração por meio destes aplicativos. “Vocês podem divulgar bastante para ajudar as pessoas a aderir a essas plataformas móveis. As restrições são muito pequenas agora”, disse Barreto.

A Receita Federal incentiva o contribuinte a usar aplicativos para dispositivos móveis (tablets e smartphones) de sistemas operacionais Android e iOS (Apple).

Com Operação Padrão, Receita Federal cobra adicional de fronteira
Servidores da Receita Federal que atuam em Corumbá, cidade distante 419 km de Campo Grande, promoveram ao longo desta sexta-feira (20), operação-padr...
Arrecadação da Receita Federal em MS cresce 10% em novembro
A arrecadação da Receita Federal em Mato Grosso do Sul, no mês de novembro de 2013, teve crescimento nominal de 10,02% quando comparada ao mesmo mês ...
STJ manda Receita Federal reintegrar Gustavo Freire ao cargo de auditor
O STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedeu liminar, no mandado de segurança, e determinou a reintegração de Gustavo Freire, ex-secretário municipa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions