A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/05/2014 11:48

Petistas dizem que “aliança branca” com PSDB deve ser discutida no partido

Leonardo Rocha
Cabo Almi diz que questão deve ser debatida em breve no PT (Foto: Divulgação)Cabo Almi diz que questão deve ser debatida em breve no PT (Foto: Divulgação)
Amarildo Cruz ressalta que partidos devem lançar candidatos e aliança informal será complicada (Foto: Divulgação)Amarildo Cruz ressalta que partidos devem lançar candidatos e aliança informal será complicada (Foto: Divulgação)

Os deputados do PT afirmaram que uma possível “aliança branca” com o PSDB precisa ser discutida dentro do partido, já que certamente a legenda deve indicar um nome ao Senado, ao menos que seja planejada outra possibilidade pela direção estadual do PT.

“A nota do senador Delcídio do Amaral (PT) com o deputado Reinaldo Azambuja (PSDB) demonstram esta intenção (aliança branca) à população, no entanto sabemos que esta questão será debatida dentro do partido, acredito que em breve iremos nos reunir para colocar isto na mesa”, afirmou o deputado Cabo Almi (PT).

Já o deputado Amarildo Cruz (PT) lembrou que esta decisão da direção nacional já era esperada, pois existe uma resolução que proíbe a aliança com o PSDB. “Não tinha expectativas, até pelo confronto em Brasília, porém não deixamos de mostrar que mantemos um diálogo aberto com o PSDB”, concluiu ele.

Amarildo, no entanto avalia que sem esta “aliança formal”, o PSDB deve lançar um candidato ao governo, e mesmo se a escolha de Azambuja for pelo Senado, fica complicado os dois partidos não apresentarem nomes para formar as chapas.

“Nós devemos indicar um candidato ao Senado, assim como o PSDB escolher ou apoiar alguém ao governo, fica complicado esta aliança informal”.

Nota – No comunicado oficial de Delcídio e Azambuja eles admitiram o fracasso na tentativa da aliança formal, mas asseguraram que as conversas em torno de um “projeto comum” continuam e que esta parceria ficou impossibilitada em função dos conflitos nacionais.

Eles não falaram em “aliança informal”, mas deram a entender que irão seguir este caminho, em função dos vetos nacionais. “Tal situação (veto à aliança formal), porém, não impede que as executivas estaduais dos dois partidos continuem a conversar, no sentido de construirmos um projeto comum, a ser apresentado aos eleitores nos próximos meses”, diz a nota.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions