A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/05/2015 09:30

Reinaldo nomeia mais votado para comandar Defensoria Pública de MS

Leonardo Rocha
Luciano Montalli foi o escolhido para chefiar a Defensoria Pública de MS (Foto: Marcelo Calazans - Arquivo)Luciano Montalli foi o escolhido para chefiar a Defensoria Pública de MS (Foto: Marcelo Calazans - Arquivo)

O Governo estadual nomeou o defensor Luciano Montalli para chefiar a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, pelo biênio (2015-2017), ele havia sido o mais votado durante a eleição da instituição, e por isso estava como primeira opção da lista tríplice enviada ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Luciano Montallli liderava a lista tríplice da Defensoria, porque teve 113 votos, contra 107 (votos) do segundo colocado, Reginaldo Marinho e 106 votos de Carmem Silvia Almeida Garcia, terceira colocada no pleito eleitoral. O governo estadual resolveu seguir a decisão dos defensores ao escolher o mais votado, já que poderia escolher qualquer uma das três opções.

O novo Defensor Público-Geral do Estado, que atua como defensor há 16 anos, afirmou no dia da eleição à equipe do Campo Grande News, que este trabalho deve ser focado na população mais carente, por isso a estrutura precisa estar completa para atender a demanda. Ele também citou como importante para o futuro a conclusão do concurso da instituição que está em andamento.

A Defensoria Pública possui uma receita anual de R$ 115 milhões, sendo que o antigo gestor, o defensor Paulo Defante, ressaltou que houve investimento na estrutura de trabalho, que conta com 173 defensores e 300 servidores, sendo que em 2011 foram feitos 200 mil atendimentos e no ano passado, esta cifra passou a ser de 331 mil. Ainda está em andamento o concurso para 35 defensores, já que existem 92 cargos vagos.

Perfil - Luciano Montalli nasceu em 11 de maio de 1974, no município de Presidente Prudente (SP), é bacharel em Direito pela Universidade do Oeste paulista e tomou posse como defensor público em 30 de junho de 1999. Ele já autou nas comarcas de Inocência, Paranaíba e Campo Grande, estando hoje na 18ª Defensoria Pública Estadual (Fazenda Pública, Cartas Precatórias Cíveis e Vara de Execução Fiscal Estadual).

Também é membro titular eleito do Conselho Superior da Defensoria Pública para os mandatos 2011/2013 e 2013/2015, e foi coordenador do Núcleo Criminal da 1ª Regional da Defensoria Pública de Campo Grande. Em 2013, foi cedido para o gabinete do Defensor Público-Geral do Estado, onde exercia a função de chefe de gabinete.

Pela 3ª vez na história, defensoria faz eleição democrática para defensor-geral
Pela terceira vez em 34 anos de existência, a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul realiza eleição democrática para compor a lista tríplice de in...
Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions