A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

08/11/2018 11:08

Reunidos, vereadores revelam otimismo com Tereza Cristina ministra

A perspectiva é que como deputada do Estado, a nova ministra represente os interesses regionais

Bruna Pasche e Mayara Bueno
Pelo menos 100 vereadores de diversos municípios do interior de Mato Grosso do sul, participaram do encontro. (Foto: Mayara Bueno)Pelo menos 100 vereadores de diversos municípios do interior de Mato Grosso do sul, participaram do encontro. (Foto: Mayara Bueno)

A nomeação de Tereza Cristina, deputada federal pelo DEM-MS e atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, gerou expectativas positivas nos vereadores do interior de Mato Grosso do Sul. Reunidos na União das Câmaras de vereadores, na manhã desta quinta-feira (08), a opinião foi unânime e ressaltada na fala dos representantes.

O vereador de Costa Rica, Lucas Lázaro Gerolomo (PSB), destacou a importância de uma representante do Estado nesse ministério diante da economia local. “Esse novo governo trouxe a Tereza Cristina, que é deputada daqui, como Ministra e isso é muito importante para os nossos municípios pela economia do nosso Estado ser voltara para a pecuária e agricultura”.

Sérgio Nogueira (PSDB), vereador de Dourados, pontuou ainda que com a nomeação da deputada como Ministra, a expectativa é que a economia de Mato Grosso do Sul, aumente. “Ela tem conhecimento de uma área que é muito importante para nós, sabe do que precisamos, então acho que vai nos ajudar muito na questão de alavancar recursos para o Estado”, disse.

“A expectativa é alta com esse novo governo e a nomeação de uma deputada da nossa região a um Ministério tão importante para nós, só aumentou ainda mais”, completou Nilton Torres Abrão (MDB), de Porto Murtinho.

Durante o encontro, os vereadores ainda analisaram e expressaram suas opiniões sobre o que esperam e qual impacto do novo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para os municípios de Mato Grosso do Sul.

Segundo o presidente da União e vereador de Jateí, Geovani Vieira dos Santos (PSL), a expectativa é alta. “Como sou do mesmo partido do presidente, compactuo com as mesmas pautas, defendemos a mesma bandeira. Acredito que o Brasil precise de um choque e o Bolsonaro também tem um projeto de municipalismo, fortalecer os municípios que é onde as pessoas vivem, um governo forte na Prefeitura para que as ações cheguem de forma mais fácil as pessoas. É um momento em que o presidente precisa contar com o apoio dos prefeitos e deputados”, disse.

Para a vereadora de Amambaí, Janete Córdoba (PSDB), o fato de o Estado ter apoiado o presidente durante as eleições e mantido o apoio, será positivo para o governo local, já que os pensamentos estão alinhados.

“A expectativa é grande, a população expressou isso nas urnas ao apostar em candidatos novos. Isso traz a esperança de transformação, além de ele ter tudo para autuar as reformas que não foram feitas no governo passado, como as presidenciárias, se isso não acontecer fica muito difícil de tocar”, ressaltou Lázaro.

A questão da corrupção também foi bastante comentada. “Se ele conseguir trancar a torneira da corrupção, vão sobrar recursos na ordem de R$ 20 bilhões de reais e esse dinheiro automaticamente vai sobrar para ser investido em educação, saúde e o que mais precisarmos”, conforme os cálculos de Nogueira.

“Só de combater a corrupção já vai sobrar dinheiro para os municípios que estão achatados. Acho que essa é nossa maior expectativa”, concluiu Torres.

Os cerca de 100 vereadores que estão participando do encontro, passam por palestras durante todo o dia na Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions