A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Abril de 2018

21/02/2009 06:34

Ribeiro tem mandato cassado por compra de votos

Redação

O vereador Clamêncio Ribeiro (PMDB) teve o mandato cassado pela Justiça sob acusação de abuso do poder econômico e improbidade administrativa.

O parlamentar recebeu multa de R$ 26,6 mil e poderá ficar inelegível por 3 anos.

Ribeiro foi condenado por oferecer a eleitores atendimentos médicos, odontológicos e jurídicos em troca de votos, por intermédio da Associação dos Ciclistas Amadores de Mato Grosso do Sul, da qual é fundador. Entretanto, ainda cabe recurso.

Na prática, o vereador estava exigindo documentos como título de eleitor para que as pessoas se cadastrassem para receber os atendimentos gratuitos da associação. As informações de mais de 14 mil pessoas estavam registradas na entidade.

Outro fator é que o peemedebista teria promovido reuniões políticas dentro da associação.

A juíza Aparecida Henrique Barbosa afirmou que as provas demonstram a prática cotidiana de captação de votos, mediante abordagem direta a alguns eleitores.

A prova de que a associação estava condicionando atendimento médico, jurídico e odontológico em troca de votos, está explícita em agendas, confiscadas pela Justiça.

Na sentença expedida pela juíza, Ribeiro também foi condenado por improbidade administrativa, por utilizar os serviços de Maysa dos Reis Rodrigues, servidora da Câmara, na associação dos ciclistas amadores.

Os advogados de Ribeiro alegaram à Justiça falta de elementos que provem compra de votos. Também afirmaram que a associação tem cunho social eminente. A primeira-suplente da coligação que elegeu Ribeiro é Maria Emília Sulzer (PMDB).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions