A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Abril de 2018

02/01/2018 19:53

Saída de terceirizados prejudicou metas na Assistência Social, diz Marquinhos

Prefeito afirma que setor precisou ser reformulado e remodelado com exonerações, por ordem judicial, de 4.400 terceirizados contratados por meio de convênios

Humberto Marques e Kleber Clajus

A falta de cumprimento de metas na área de Assistência Social em Campo Grande foi resultado da necessidade de reestruturação do setor, a fim de suprir a ausência de 4.400 trabalhadores terceirizados que, ao longo dos últimos anos, davam suporte às ações da pasta. A afirmação partiu do prefeito Marquinhos Trad (PSD), ao comentar ranking divulgado nesta terça-feira (2) pelo portal G1 apontando que ele cumpriu, no primeiro ano de mandato, 24,4% das metas de gestão.

O aproveitamento envolveu o cumprimento total de 11 dos 45 compromissos firmados por Marquinhos na campanha eleitoral de 2016. Quando considerados também os projetos com resultados parciais, o aproveitamento sobe para 42% (com oito promessas cumpridas em parte).

Apesar do bom resultado, nenhuma das metas da Assistência Social foi atingida no primeiro ano de seu mandato. Segundo o prefeito, a dispensa de trabalhadores terceirizados da Omep (Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar) e SSCH (Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária) por ordem da Justiça –acatando pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, que apontou várias irregularidades nos convênios com as instituições– obrigou a realização de mudanças não planejadas na pasta.

“É preciso levar em conta o impacto dos 4.400 funcionários da Omep e da Seleta que, por determinação judicial, foram exonerados. Tivemos de fazer a reformulação e remodelação de toda a secretaria”, afirmou Marquinhos. Entre as ações emergenciais, foram convocados processos seletivos simplificados para substituir ao menos parte da mão de obra com temporários.

Em relação à área de Direitos Humanos, Marquinhos reforçou que, embora não tenha sido criada a Secretaria das Pessoas com Deficiência, esse segmento social foi representado em uma inédita Subsecretaria. “[A ação da pasta] vai deslanchar em 2018”, disse o prefeito, citando ainda outras subsecretarias em atividade –das Comunidades Indígenas, LGBT, negros, Juventude e Terceira Idade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions