A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/08/2015 12:26

Secretário cita avanço e acredita que greve termina ainda hoje

Leonardo Rocha e Antônio Marques
Secretários e representantes dos professores se reuniram durante quase três horas no gabinete do prefeito (Assessoria/ ACP)Secretários e representantes dos professores se reuniram durante quase três horas no gabinete do prefeito (Assessoria/ ACP)

Depois de uma reunião que durou quase três horas, no gabinete do prefeito, os representantes da prefeitura de Campo Grande e dos professores preferiram adotar um tom de mistério sobre o que foi discutido e colocado na mesa de negociação, no entanto adiantaram que houve avanço nas propostas e que a greve pode terminar hoje.

O secretário municipal de Governo, Paulo Matos, afirmou que a prefeitura chegou a um ponto que pode sim atender as reivindicações dos professores, que sempre pediram o reajuste de 13,01%, mas preferiu adotar a cautela e não adiantar o que foi sugerido a categoria.

Ele acredita que pelos avanços na negociação, ainda hoje depois da assembleia dos professores, em uma nova reunião na prefeitura, pode se chegar ao acordo final e o fim da greve, com todos os profissionais voltando ao trabalho amanhã (08), na rede municipal de ensino. "Entendemos que houve avanço nas conversas de ontem e hoje e acredito que encerraremos a paralisação ainda hoje, de forma que na segunda-feira os alunos possam retornar às aulas normais", declarou Matos.

O presidente da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Gonçalves, também adotou o tom de mistério, destacando que a proposta recebida nesta manhã vai ser debatida e votada nesta tarde, junto com a categoria, a partir das 16h.

Depois tendo o resultado da decisão dos professores, os representantes irão voltar para prefeitura para reunião às 17h, onde se pode chegar ao acordo. O dirigente ainda citou que se a Prefeitura já tivesse feito este avanço no início da greve, em 25 de maio, "já poderíamos ter encerrado a greve na época", deixando no ar que o fim da paralisação pode acontecer hoje.

Participaram desta reunião os secretários Wilson do Prado (Administração), Paulo Matos (Governo), Ivan Jorge (Adjunto Finanças) e Marcelo Salomão (Educação). Pela ACP, estiveram o advogado Ronaldo Franco, o presidente do sindicato, Geraldo Alves Gonçalves e outros membros da direção.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions