A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/09/2009 16:19

Sem festa, Esacheu assume presidência regional do PMDB

Redação

Disputando internamente a vaga de candidato a senador em 2010, o deputado federal Waldemir Moka e o senador Valter Pereira renunciaram, nesta sexta-feira, aos cargos de presidente e vice do diretório regional do PMDB. O comando ficou com o presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Esacheu Nascimento.

Ele assumiu a presidência durante reunião a portas fechadas e com a presença do governador André Puccinelli. Não houve nenhuma cerimônia festiva.

Apontado como "amigo" dos dois pré-candidatos a senador, Esacheu assumiu como um nome neutro no partido. Ele não fez discursos e, em entrevista, evitou declarações polêmicas. "Eu fui o escolhido de ambos (Valter e Moka) para assumir o partido", disse.

Antes de começar a reunião, Moka havia afirmado que os interessados em disputar cargos na eleição do próximo ano pediriam licença dos cargos de direção partidária até o final das prévias. Mas como o estatuto do partido prevê eleições para o diretório estadual em março, eles optaram pela renúncia.

Para Esacheu assumir, se licenciaram dos cargos de 2º e 3º vice-presidente os deputados federal Marçal Filho e Nelson Trad e ainda o secretário-geral deputado estadual Mochi Junior.

Ficou decidido ainda que no dia 31 de outubro serão realizadas eleições para os diretórios dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul. Segundo o novo presidente, na maioria das cidades os presidentes serão reconduzidos.

O maior embate, ainda conforme Esacheu, deverá ser em Dourados (230 km de Campo Grande), onde existe uma disputa entre o deputado federal Geraldo Resende e Marçal Filho.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions