ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 21º

Política

Servidores da Defensoria Pública terão reajuste total de 6%

Defensoria terá reajuste de 2,27%; percentual será somado aos 3,73% concedido pelo Governo do Estado

Por Fernanda Palheta | 17/05/2024 14:29
Fachada da Defensoria Pública na Rua Antônio Maria Coelho, em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Fachada da Defensoria Pública na Rua Antônio Maria Coelho, em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)

Mais uma categoria do funcionalismo sul-mato-grossense enviou para a Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) proposta de reajuste salarial. De acordo com o Projeto de Lei 109/2024, os servidores públicos da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul terão um aumento de 2,27%.

O percentual será somado aos 3,73% concedido pelo Governo do Estado, totalizando 6%. O reajuste proposto se estende aos aposentados e pensionistas, que fazem jus à regra constitucional da paridade.

De acordo com a proposta apresentada pela Defensoria nesta quinta-feira (16), o aumento é retroativo a 1º de maio deste ano.

A estimativa é que o reajuste tenha um impacto econômico de R$ 253.586,67 na folha neste ano. Para 2025, a revisão anual vai custar R$ 262.817,22. Já em 2026 o reajuste irá custar R$ 272.015,82.

Funcionalismo - O Governo de Mato Grosso do Sul propôs reajuste de 3,73% para os servidores públicos estaduais, que corresponde à inflação acumulada dos últimos 12 meses. A revisão anual do funcionalismo custará R$ 598.169.754,88 na folha neste ano.

Assim como a Defensoria, o Poder Judiciário também pretende acrescentar mais 2,27% de reajuste nos salários, totalizando 6%. Os servidores do Tribunal de Contas terão o maior aumento salarial, isso porque além do percentual concedido pelo Governo, projeto de lei prevê mais 8,27%, totalizando 12% de reajuste.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias