A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/04/2008 13:24

Servidores de 4 órgãos ameaçam fazer operação-tartaruga

Redação

Reclamando de terem sido excluídos da negociação salarial que o governo está fazendo com o funcionalismo, representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores da Administração de Mato Grosso do Sul fazem assembléia na próxima quinta-feira para decidir como será a mobilização da categoria.

O presidente da entidade, Eduardo Ferreira Bittencourt, afirma que uma das propostas é fazer uma espécie de operação-tartaruga.

O sindicato representa, conforme Bittencourt, cerca de 6 mil servidores, de 4 órgãos [Secretaria Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária), Secretaria de Administração, da Agiosul (Agência de Imprensa Oficial de MS), e da Secretaria de Saúde).

Caso a operação tartaruga seja mesmo a opção escolhida pelos servidores, o atendimento de órgãos como o Procon pode ser prejudicado, além do Hemosul, principal banco de sangue do Estado, e do Hospital Regional.

O presidente do Sindicato reclama que, até agora, não houve qualquer conversa do governo com o sindicato.

Segundo ele, a categoria não sabe qual é a proposta de reajuste salarial para os 6 mil servidores. Conforme Bittencourt, o que houve até agora foi uma conversa com a secretaria de Admistração, Thiê Higushi, mas ela não revelou percentuais.

Ainda de acordo com o sindicalista, foi feito um pedido de audiência com o governador, mas não houve resposta ainda.

Hoje cedo, Puccinelli declarou à imprensa não estar mais com pressa para enviar à Assembléia Legislativa o projeto de lei com o reajuste para os servidores, que tem data-base em maio.

Segundo ele, a única categoria que está dificultando as negociações é a dos policiais civis. As outras, conforme o governador afirmou, já teriam aceito o reajuste oferecido.

Em linha geral, o governo oferece entre 3% e 20%, e diz que o percentual maior será para quem ganha menos.

Também será dado, em alguns casos, como dos policiais militares, um abono de R$ 100 além do reajuste.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions