ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  07    CAMPO GRANDE 20º

Política

Superintendente da PF é transferido para Brasília e cargo fica vago em MS

Cleo Mazzotti vai assumir coordenadoria da Corporação. Substituto ainda não foi nomeado

Por Marta Ferreira | 30/07/2020 10:45
O delegado Cleo Mazzotti estava na superintendência da PF desde março de 2019 e em Mato Grosso do Sul desde 2015. (Foto: Kísie Ainoã)
O delegado Cleo Mazzotti estava na superintendência da PF desde março de 2019 e em Mato Grosso do Sul desde 2015. (Foto: Kísie Ainoã)

O comando da PF (Polícia Federal) em Mato Grosso do Sul está vago. Depois de 15 meses no cargo, o delegado Cleo Mazzotti foi removido da função e ninguém nomeado para substituí-lo na superintendência da corporação no Estado.

A portaria oficializando a saída de Mazzotti  é assinada pelo secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Tércio Issami Tokano, e foi publicada há uma semana no Diário da União.

Cleo Matuziak Mazzottti agora vai exercer a função de coordenador-geral de Polícia Fazendária da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF, em Brasília.

A saída vem três meses depois das mudanças na chefia da PF no País, quando o ex-ministro Sérgio Moro deixou o cargo acusando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de interferir na instituição, exigindo a retirada do então diretor Maurício Valeixo, que acabou sendo substituído por Rolando Alexandre de Souza.

À época, em abril, as superintendências estaduais passaram por mudança, mas Mazzotti foi mantido na função. Agora, veio a remoção.

Trajetória - O delegado estava em Campo Grande desde 2015,  quando veio transferido do Paraná. Aqui, comandou a área de combate ao crime organizado e ficou conhecido como a autoridade policial responsável pela Operação Lama Asfáltica.

Em 2018, passou a der delegado regional- executivo. Em março de 2019 foi  nomeado por Sérgio Moro para superintendente.