A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

07/08/2018 12:35

Tempo de TV facilita defesa de legado, dizem aliados de Reinaldo

Coligação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) terá mais tempo que os adversários

Leonardo Rocha
Deputados José Carlos Barbosa (DEM) e Lídio Lopes (PEN) durante sessão (Foto: Victor Chileno/ALMS)Deputados José Carlos Barbosa (DEM) e Lídio Lopes (PEN) durante sessão (Foto: Victor Chileno/ALMS)

 

Os deputados tucanos e aliados avaliam que com o maior tempo de televisão e rádio, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) terá espaço suficiente para fazer a “defesa do legado”, neste seu primeiro mandato a frente do Estado. A coligação com 14 partidos vai possibilitar que a chapa tenha quase metade do tempo nos meios de comunicação.

“Ele (Reinaldo) terá mais tempo para expor os programas, projetos e obras que foram feitas na sua gestão, para expor à população tudo que foi feito no mandato. O gasto com publicidade nesta gestão foi mínimo, porque o foco foi nos investimentos”, disse Paulo Corrêa (PSDB). Ele ainda alega que a campanha tucana será propositiva, sem ataques aos adversários.

O deputado José Carlos Barbosa (DEM) disse que a coligação ampla, vai ajudar os partidos a ter mais exposição para o eleitor e somar nos projetos e bases eleitorais. “A política é uma arte de somar, ter um grupo maior de aliados só nos ajuda na campanha”.

Lídio Lopes (PEN) , que entrou no bloco tucano nos dias últimas dias, disse que o tempo de televisão maior que os rivais, vai ajudar o governador na busca pela reeleição. “Com uma coligação maior se tem mais exposição e estrutura, podendo mostrar o que foi feito, assim como os projetos com mais tranquilidade”.

O PSDB conseguiu fechar duas chapas para deputado federal e três na disputa estadual. Faz parte da coligação tucana: PP, DEM, PSD, PPS, Pros, Solidariedade, PSB, PTB, PMB, Patriota, Avante, PSL e PMN. Além disto contemplou os aliados com a indicação do vice, Murilo Zauith (DEM), e uma das vagas ao Senado, Nelsinho Trad (PTB).

Tempo De acordo com projeções feitas com base no tamanho das bancadas na Câmara dos Deputados por analistas do banco BTG Pactual, dos 10 minutos de propaganda ao governo, a coligação de Azambuja teria aproximadamente 4 minutos e 22 segundos, o que equivale 43,7% do tempo disponível.

Simone Tebet (MDB) teria por volta de 2 minutos e 38 segundos, enquanto que Humberto Amaducci (PT) 1min23, seguido por Odilon de Oliveira (PDT) com um minuto. Já Marcelo Bluma (PV) ficaria com 27 segundos e João Alfredo (PSOL) dispondo de apenas 7 (segundos). A divisão oficial do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS) deve ocorrer apenas depois dos registros das candidaturas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions