ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 24º

Política

Tribunal de Justiça terá de criar programa contra todos os tipos de assédio

Resolução do Conselho Nacional Justiça vale para todos os TJs do Brasil

Por Agência Brasil | 21/10/2020 16:40
CNJ aprovou política de prevenção e enfrentamento ao assédio (Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ)
CNJ aprovou política de prevenção e enfrentamento ao assédio (Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ)

O Conselho Nacional de Justiça aprovou resolução que institui em todos os tribunais do país a Política de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral, do Assédio Sexual e da Discriminação.

Pela norma, os tribunais deverão criar comitês com a participação de magistrados e servidores para coibir a prática desse tipo de conduta.

Pela resolução, os comitês deverão adotar políticas de prevenção ao assédio moral e sexual nas dependências dos tribunais, além de fiscalizar o cumprimento das medidas. Também será de responsabilidade dos comitês receber ocorrências de eventuais retaliações após as denúncias que forem feitas, estabelecer medidas de proteção e orientação aos servidores, magistrados, estagiários e prestadores de serviço.

De acordo com o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, a resolução tem objetivo de superar essas formas de discriminação. “É um momento de afirmação do CNJ frente a novas perspectivas de problemas que estão no âmbito do Judiciário, como assédio moral, sexual e a discriminação”.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário